SPDM - Nutrição

Adoçantes - Implicação para os dentes e a nutrição

Adoçantes - Implicação para os dentes e a nutrição

O adoçante é considerado um substituto do açúcar em relação ao paladar; no entanto, é preciso esclarecer que, enquanto o açúcar é calórico, os adoçantes podem ou não conter calorias.
O açúcar, ou sacarose, é o principal alimento das bactérias que provocam a cárie. Já os adoçantes não são aproveitados por elas da mesma forma; logo, o número de bactérias diminui, mas existem outras formas de evitar a cárie.
Quando os adoçantes são ingeridos na quantidade recomendada, não causam problemas à saúde. Deve-se tomar cuidado com os adoçantes constituídos por álcool poli-hídrico (sorbitol, xilitol, maltitol), cujo consumo não deve ultrapassar 50 gramas por dia, sob o risco de provocarem diarreia. Já o aspartame, por conter fenilalanina, é contraindicado para pacientes fenilcetonúricos, embora esse distúrbio seja muito raro na população.
As crianças podem ingerir adoçantes, mas recomenda-se apenas àquelas que realmente têm indicação para o uso (como as crianças diabéticas e, em alguns casos, as obesas).
O açúcar é considerado uma fonte importante de carboidratos de absorção rápida, porém desde que seja consumido na quantidade recomendada (de 55% a 60% do valor calórico total da dieta); não há necessidade de consumir especificamente o açúcar, podendo-se ingerir outro tipo de alimento que seja fonte desse nutriente, principalmente os não processados, como o açúcar mascavo e o orgânico.
Como ocorre com qualquer alimento, o uso indiscriminado de adoçantes não é indicado. Com relação aos refrigerantes dietéticos, eles utilizam uma mistura de adoçantes (aspartame, sacarina e ciclamato de sódio) em sua composição, e a chance de chegar à dose máxima desses componentes é praticamente teórica, mas vale o bom senso e o consumo moderado.
Com relação aos chicletes sugar free, são melhores que os que possuem açúcar, mas também deve-se observar a dose recomendada. Além disso, o fato de não terem açúcar e estimularem a salivação faz com que ajudem na proteção contra as cáries, principalmente o chiclete com xilitol, pois esse adoçante possui uma ação antibacteriana.
Gestantes também podem consumir adoçantes, desde que tenham orientação para a ingestão de uma dieta equilibrada e que não os consumam em excesso. A sucralose (splenda) é liberada pelo Food and Drug Administration (FDA) para gestantes, uma vez que não é absorvida no intestino.

 

 

Vanessa Marins

 

 

 

 

 

 

 

Vanessa Marins Maniezo, nutricionista das Unidades Afiliadas da SPDM

 3198
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032