SPDM - Nutrição

Substituição do sal de cozinha por ervas aromáticas

Substituição do sal de cozinha por ervas aromáticas

Recentemente o Ministério da Saúde estabeleceu, em conjunto com a Associação Brasileira da Indústria de Alimentos (Abia), um novo acordo para a redução do teor de sódio em alimentos industrializados. Esse novo termo de compromisso tem como objetivo a diminuição de até 68% do sódio em laticínios, embutidos e refeições prontas nos próximos quatro anos. Em 2011, já havia sido acordada a redução desse elemento em produtos como bisnaguinhas, massas instantâneas, bolos prontos, biscoitos e caldos; agora, 90% dos alimentos industrializados deverão ter seu teor de sódio reduzido.

A atual recomendação diária de sal da Organização Mundial da Saúde (OMS) é de 6 gramas por dia, o que equivale a uma colher de chá. No entanto, o consumo está muito além disso. Segundo a última Pesquisa do Orçamento Familiar (POF), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a média de consumo de sódio pelos brasileiros é de 12 gramas por dia, considerando o sal de mesa e o sódio obtido de alimentos industrializados.

Benefícios da redução do consumo de sódio

O Ministério da Saúde estima que essa diminuição acarretará em 15% menos mortes por acidente vascular encefálico (AVE) e 10% menos mortes por infarto. Além disso, seria possível reduzir em 1,5 milhão o número de pessoas que necessitam de medicação para controlar a hipertensão arterial, e a expectativa de vida dos hipertensos aumentaria quatro anos.

Nesse caso, além da redução no consumo de alimentos industrializados e processados, uma alternativa é substituir o sal e outros condimentos industrializados por ervas como alecrim, sálvia, tomilho, louro e cebolinha, que acentuam o sabor dos alimentos sem a necessidade de usar sal. Confira a seguir algumas sugestões de substituições desse ingrediente por ervas.

Cheiro-verde: composto de salsinha e cebolinha, combina com quase todas as preparações.

Tempero para frango: composto de manjericão, cebolinha, salsinha, cebola, alho e pimentão vermelho (se preferir), noz-moscada e louro. Acrescente-o ao frango no mínimo 30 minutos antes do preparo da carne.

Tempero para peixe: misture coentro, salsinha, cebolinha, cebola, gengibre, alho e pimenta-do-reino (se tolerada).

Tempero simples para feijão: alho amassado, cebola picada, folhas de louro, tomate e pimentão bem picadinhos dão gosto e encorpam o caldo do feijão.

Ervas finas: misture o alecrim e o louro, que dão sabor especial a cremes e sopas.

Daniela Carvalho

Daniela Carvalho,  nutricionista das Unidades Afiliadas da SPDM

 3784
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032