SPDM - Reprodução Humana

Estou ovulando?

para ser mulher 300x136

Folículos ovarianos são bolsas de líquido existentes aos milhares dentro dos ovários. Dentro de cada um desses folículos, pode ser encontrado um óvulo (também chamado oócito). O folículo contém substâncias que permitem o desenvolvimento do óvulo até a sua maturação, quando então poderá ser fertilizado pelo espermatozoide e produzir um embrião humano.

Na maior parte do tempo, o óvulo está dentro do folículo, onde o espermatozoide não consegue penetrar. No entanto, há um momento em que o folículo se rompe, expondo o óvulo, já maduro a fertilização pelo espermatozoide: é a ovulação. Apenas no período da ovulação é que a mulher está fértil, e estima-se que o óvulo possa ser fertilizado em até 36h após a ruptura do folículo.

1387838 812771401

Evidentemente, tem interesse, para o casal que procura a gravidez, a determinação, da forma mais precisa possível, do período fértil da mulher. Os recursos de que podemos lançar mão para essa determinação são:

1. Se a mulher tem um ciclo menstrual regular, com a menstruação sendo previsível, o dia mais provável de ovular se situa entre o 14ª e o 15ª dia anterior ao do início da próxima menstruação. Para fins práticos, considera-se que o intervalo mais provável da ovulação está situado entre o 12ª e o 16º dia do ciclo.

2. Algumas mulheres, no período ovulatório, apresentam sintomas como uma sensação de desconforto, ou mesmo de dor abdominal, em geral muito leve. A isto se associa alguma distensão abdominal e um aumento de sensibilidade das mamas. Muito raramente, as dores abdominais são intensas e exigem tratamento com analgésicos (a chamada “dor do meio”, por que ocorre na metade do ciclo menstrual).

3. A temperatura da mulher tende a aumentar próximo ao período ovulatório, pela produção, pelo folículo, de um hormônio chamado progesterona. Ocorre que a progesterona pode ser produzida desde 2 dias antes até dois dias depois da ovulação, de modo que o aumento da temperatura pode ocorrer mesmo após a ovulação.

4. A produção de muco pelo canal cervical do útero aumenta durante o período ovulatório, e algumas mulheres notam saída de líquido vaginal, parecido com clara de ovo. Isto se deve à produção alta de outro hormônio da mulher, o estrógeno. Esse aumento do muco cervical pode ocorrer desde um dia antes até um dia depois da ovulação.

5. A quantidade do hormônio luteinizante (LH), produzido pela hipófise, aumenta muito aproximadamente 24 a 36h antes da ovulação. Como esse hormônio é excretado na urina, é possível detectar esse aumento por meio de “kits” apropriados. A precisão deste método é maior que a dos previamente descritos.

6. O acompanhamento do ciclo menstrual, por meio do ultrassom transvaginal, permite também detectar o período da ovulação. Em geral, são suficientes 3 a 4 exames, realizados entre 10º e 16º dias do ciclo menstrual. Embora seja também técnica precisa, é mais trabalhosa e necessita acompanhamento médico.

7. De toda a forma, se após dois ou três ciclos em que se verificou ovulação, houve relação sexual no período adequado e não houve gravidez, é adequada uma orientação médica.

 Para mais informações e  agendamento de consultas você pode ligar nos  seguintes telefones:

55392814 - 55395526 - 55392084 - 55392581 

fotonova

Dr Jorge Haddad-Filho, médico do Serviço de Reprodução Humana do Hospital São Paulo

   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032