SPDM - Reprodução Humana

Infertilidade masculina: a varicocele

940704 lazo 1O fato de os testículos se situarem dentro da bolsa escrotal faz com que sua temperatura seja mais baixa que a do corpo, condição que favorece a produção de espermatozoides  Conta-se que os árabes procuravam reduzir a fertilidade passando longo período sentados nas areias do deserto. Mais atualmente, foi mostrado que pode haver redução da fertilidade em pacientes que passam muito tempo perto de fontes de calor (motoristas de automóvel que utilizam bancos aquecidos, por exemplo).

A varicocele, causa frequente de alteração da fertilidade masculina, é uma dilatação das veias que drenam o sangue dos testículos. O acúmulo de sangue produz aumento da temperatura local, o que pode produzir, ao longo do tempo, uma redução da fertilidade do homem, detectável pelo espermograma. Entretanto, nem sempre a varicocele concomita com infertilidade, isto é: mesmo pacientes com varicocele, podem ter espermograma e fertilidade normais. Importante: a varicocele muito raramente se manifesta por meio de sintomas. Em geral, o homem não percebe mais do que um aumento do escroto, ao qual pode não atribuir valor.  

post blogPode, também, ocorrer dor local. Contudo, a varicocele não produz impotência. Como o efeito negativo da varicocele se manifesta no decorrer do tempo, o diagnóstico precoce é desejável e tem potencial para evitar dano maior. O médico, por meio de um exame clínico rápido, pode evidenciar a varicocele, que, quando grande, tem aparência de um “saco de minhocas”, como mostra a figura (extraída de www.agnaldocedenho.com.br). A varicocele, apesar de comprometer os dois testículos, é em geral mais proeminente do lado esquerdo. Em alguns pacientes, pode até haver redução de volume dos testículos.

O espermograma do paciente com varicocele pode, como já foi dito, ser normal. No entanto, quando há infertilidade, a concentração está reduzida, e ocorre igualmente piora na qualidade dos espermatozoides (redução da motilidade e da morfologia). Quando isso ocorre, está indicado o tratamento, que é cirúrgico. Embora possa ser realizada por várias técnicas, a que produz melhor resultado é a realizada por microcirurgia. Nela, individualizam-se as veias doentes e elas são seccionadas, de modo que o sangue não mais circulará por ali, o que evita o acúmulo de sangue e o conseqüente aumento da temperatura. Como é microscópica, a cirurgia produz um mínimo de lesão local, restituindo mais rapidamente o indivíduo às suas atividades habituais.

O resultado da cirurgia, em relação à fertilidade, é variável. Estima-se que perto de 50% dos casos recuperem seu potencial de fertilidade. Nos casos em que ainda persistem alterações na quantidade e qualidade dos espermatozoides com comprometimento da fertilidade, há necessidade de se lançar mão dos procedimentos de reprodução assistida (fertilização in vitro ou inseminação intrauterina) para obtenção da gravidez.

Para mais informações e  agendamento de consultas você pode ligar nos  seguintes telefones:

55392814 - 55395526 - 55392084 - 55392581

fotonova

Dr Jorge Haddad-Filho, médico do Serviço de Reprodução Humana do Hospital São Paulo

 10077
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032