intranet fale conselho

trabalhe     acesso informacao

Blogs - Saúde em geral

Riscos e consequências da automedicação

Publicado em 15/07/2016 - 16:29
Tudo o que cura também pode matar, pois muitas vezes significa a diferença entre o remédio e o veneno. Um simples analgésico, quando tomado em excesso e sem orientação médica ou farmacêutica, pode causar desde reações alérgicas até sérios problemas para o sistema digestivo – isso quando não ajuda a mascarar problemas mais graves, impedindo seu diagnóstico. Conforme o tipo de medicamento, também pode causar resistência a bactérias (antibióticos), dependência (calmantes) e até morte. O problema é tão grave que o Ministério da Saúde, apenas nos últimos cinco anos, registrou mais de 60 mil internações por automedicação. A utilização de medicamentos por conta própria ou por indicação de um leigo, sem avaliação de um profissional da área da saúde, é um hábito muito comum entre brasileiros de todas as idades, sexos e classes sociais. Outro hábito perigoso e frequente é a autoprescrição, ou seja, a utilização por conta própria de…
Durante o “I Fórum Paulista de Humanização nas Práticas de Saúde: 25 anos SUS” realizado pela Secretaria Estadual de Saúde, o Hospital Pirajussara, da Rede de Unidades Afiliadas SPDM-Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, se destacou entre todas as instituições participantes e recebeu um prêmio pelo seu programa “Cuidando do Cuidador” – encontro semanal que desde 2007 reúne cuidadores, familiares e profissionais de saúde, com o objetivo de fornecer conhecimentos básicos para melhor entendimento sobre as necessidades, dificuldades e características de problemas que acometem os pacientes, além de promover a troca de experiências entre os participantes. “O projeto "Cuidando do Cuidador" é um orgulho para o Hospital Geral de Pirajussara, pelo pioneirismo e pelos benefícios que proporciona aos familiares, e cuidadores de pacientes crônicos, agora também reconhecido pela Secretaria de Estado através deste premio”, conta o Dr. Elaudelino Cruz Filho, Diretor Clínico- Hospital Pirajussara.  

Dia Nacional de Combate à Sífilis

Publicado em 19/10/2013 - 07:00
A Sífilis, conhecida também como Lues ou Cancro Duro é uma Doença Sexualmente Transmissível conhecida há muitos séculos. Existem evidências arqueológicas que mostram sua presença nas ruínas em Pompéia, em dentes de crianças, filhas de mães com sífilis. Apesar de ser conhecida há tanto tempo, o seu diagnóstico efetivo surgiu apenas no início de 1900, através do teste de Wassermann, um teste que apresentava muitos resultados falsos positivos (diz que o paciente está doente mesmo quando não está). O tratamento definitivo surgiu com o aparecimento da Penicilina, durante a Segunda Guerra Mundial. A doença é causada por uma bactéria, chamada Treponema pallidum. Pode ser transmitida através de relação sexual (oral, vaginal ou anal), através da transfusão sanguínea (atualmente não ocorre transmissão desta maneira devido ao controle dos Bancos de Sangue) ou através de transmissão vertical (durante a gravidez). Existem vários estágios da doença: sífilis primária, secundária, terciária; precoce e latente;…

Hospital Luzia realiza cirurgias de catarata

Publicado em 23/09/2013 - 13:10
Para ajudar a diminuir a demanda elevada de pacientes na fila de espera da Região, o Hospital das Clínicas Luzia de Pinho Melo, localizado no Mogilar, passa a realizar cirurgias de catarata. O procedimento é um dos mais procurados no Sistema Único de Saúde (SUS) e em Mogi das Cruzes era realizado apenas na Santa Casa de Misericórdia. A estimativa da Secretaria de Estado da Saúde é de que até 600 operações do tipo sejam realizadas por ano. A Pasta anuncia que a unidade também fará transplante de córneas e cirurgias de retina. O Diário publicou reportagem no último dia 22 em que conta o caso da filha de uma paciente que está à espera de uma cirurgia de catarata há mais de um ano e meio no Município para a mãe. Na ocasião, a mulher demonstrou estar já sem esperança. O novo serviço do Luzia, de acordo com a…
A Odontologia para pacientes com necessidades especiais, desde 2001, constitui especialidade reconhecida pelo Conselho Federal de Odontologia com objetivo: “diagnóstico, prevenção, tratamento e controle dos problemas de saúde bucal dos pacientes que apresentam uma complexidade no seu sistema biológico e/ou psicológico e/ou social, bem como percepção e atuação dentro de uma estrutura transdisciplinar com outros profissionais de saúde e de áreas correlatas com o paciente”. Até alguns anos atrás, determinados tipos de pacientes especiais apresentavam um prognóstico desfavorável em relação à sua condição bucal por falta de conhecimento e negligência em relação aos cuidados odontológicos. Muitas vezes, era dada importância secundária à saúde bucal pela presença de outros problemas considerados, em um primeiro momento, mais importantes. Entretanto, atualmente, um número crescente de famílias e pacientes tem procurado obter mais orientações e buscado tratamento odontológico. Nas crianças com necessidades especiais, podemos observar todos os problemas odontológicos presentes em crianças normorreativas, geralmente…
Pagina 1 de 14

Onde Estamos

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino | Cep: 04037-003
Telefones: (11) 5549-7032 | E-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.

SPDM em Imagens

showshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshowshow