SPDM - Saúde em geral

SPDM promove substancial economia de recursos na manutenção de equipamentos de hospitais públicos

A segurança preconizada pelos órgãos de acreditação é bem mais rigorosa do que o público leigo imagina, inclusive em relação à manutenção e à calibração de todos os equipamentos utilizados no cuidado dos pacientes – de um simples termômetro a um respirador, que exige atuação constante de uma equipe de engenheiros clínicos. A Rede de Unidades Afiliadas da SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, responsável pelo gerenciamento de nove hospitais públicos e diversos equipamentos de saúde no estado de São Paulo, criou o primeiro laboratório móvel de engenharia clínica, que, além de maior agilidade, flexibilidade, segurança e padronização, hoje resulta em uma economia de recursos que chega a 75%.

“Atualmente, calibramos algo em torno de 6 mil equipamentos por ano, com um investimento de cerca de R$ 320 mil, o que proporciona uma economia de 75%, quando comparado ao montante de R$ 1,2 milhão que investíamos até 2008”, explica o engenheiro Eduardo Ladislau, gerente de engenharia clínica da Rede Afiliada da SPDM.

Segundo ele, o modelo implantado em 2008, com um investimento de R$ 450 mil, é o primeiro do Brasil, já que a maioria dos hospitais terceiriza esse serviço. “Inclusive, o sucesso da iniciativa despertou o interesse de outros hospitais e secretarias de Saúde, que já solicitaram projetos de unidades semelhantes à nossa.”

A Unidade Móvel de Engenharia Clínica é uma van adaptada, com bancada de trabalho, instalação elétrica, gases e ar-condicionado. Sua equipe de trabalho fixa é formada por um tecnólogo e um técnico eletrônico, que contam com o apoio da equipe interna de cada unidade visitada. “Além de uma semana de prazo para trabalhar em cada unidade da Rede, temos a flexibilidade de atender a urgências de outras unidades.”

Padrão – Uma vez por ano, todos os equipamentos da Rede passam por manutenção preventiva e calibração, sob os mesmos critérios, independentemente do tempo de uso. “Todos os nossos padrões são certificados e a nossa meta para 2013 é a acreditação do laboratório pela Rede de Laboratórios – certificação ISO 17025 –, já que isso representa uma nova garantia para o nosso trabalho”, conta Ladislau.

A engenharia clínica é o setor responsável pela manutenção e calibração do parque de equipamentos dos hospitais, além de participar da avaliação e decisão de novas tecnologias destinadas à melhoria dos cuidados aos pacientes. “Inclusive, se o médico quer trazer um equipamento para utilizar no hospital, tem que passar pela engenharia clínica, para checar se está de acordo com todos os padrões da instituição”, finaliza o profissional.

 2957
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032