SPDM - Saúde em geral

Luva digital é novo recurso do SUS nas urgências cardíacas

image51O Resgate Saúde, serviço de atendimento pré-hospitalar do Hospital Municipal “Dr. José de Carvalho Florence”, administrado pela SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, agora conta com um equipamento pioneiro no país para tornar mais ágil o diagnóstico de doenças cardíacas, driblando inclusive problemas comuns nos grandes centros urbanos, como trânsito e dificuldade de acesso ao paciente. O aparelho de eletrocardiograma utiliza uma luva digital para captar os sinais eletrocardiográficos do paciente, que são enviados diretamente para a central de laudos do Hospital São Paulo/EPM, em São Paulo, via tecnologia 3G.

Por meio de um sinal de celular, em tempo real, o exame chega às mãos de médicos cardiologistas, que, em poucos minutos, disponibilizam o laudo e prestam orientações aos especialistas da unidade de resgate sobre o diagnóstico e a melhor forma de condução do caso. “O tempo médio de contato entre o médico assistente e o centro do Hospital São Paulo e o recebimento do laudo é de 4 minutos, o que faz aumentar a chance de sobrevivência do paciente em casos de infarto e de arritmias graves, reduzindo a possibilidade de prejuízo do músculo cardíaco”, declara o dr. Antônio Carlos de Camargo Carvalho, cardiologista responsável pela central do Hospital São Paulo.

Além de reduzir o tempo de diagnóstico das doenças cardíacas e, consequentemente, otimizar o atendimento emergencial, a nova tecnologia deve aperfeiçoar a logística de toda a rede, uma vez que o paciente – já avaliado por especialistas – será levado para a unidade de saúde mais próxima e mais preparada para o atendimento necessário.

São José dos Campos é a primeira cidade do país a utilizar esse tipo de tecnologia em unidade de resgate. O serviço, exclusivo em toda a rede SUS, está disponível como “piloto” em uma das ambulâncias do hospital “Dr. José de Carvalho Florence” e pode ser utilizado por diversos profissionais envolvidos no serviço de resgate, desde médicos até enfermeiros e bombeiros. “Quanto mais cedo o paciente tiver um diagnóstico, mais cedo ele é tratado. Obter o laudo rapidamente permite à equipe de resgate medicar o paciente e acompanhar sua evolução, efetuando o transporte para a unidade indicada, com mais segurança”, analisa o dr. Carlos Maganha, superintendente do hospital, ressaltando a importância da parceria da SPDM com a Secretaria Municipal de Saúde de São José dos Campos. “Além do fator inovação, vale destacar que esse tipo de iniciativa também ajuda a otimizar recursos públicos, na medida em que evita a mobilização de centros e equipes de profissionais altamente especializados, nos casos em que fica afastada a hipótese de um problema cardíaco.”

 2798
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032