Educação

Project Básico

Nos dias atuais, aumenta a necessidade de saber planejar suas tarefas para otimizar um objetivo, importante para todos os profissionais do mercado de trabalho.

Neste curso serão demonstradas de maneira clara, objetiva e prática os principais termos utilizados em um projeto e após o conhecimento conceitual a utilização do Microsoft Project, um dos softwares mais utilizados atualmente por gerenciadores de projetos.

Será demonstrado como criar e administrar projetos, facilitando a compreensão gradativa dos comandos e ferramentas do software através de atividades com explicações e testes, tornando o treinamento totalmente prático e objetivo.

Carga Horária: 24 Horas

Inscrições: 16/03/2018 a 16/05/2018

Cadastro de Interesse
  • Curso ministrado por profissional de larga experiência no mercado
  • Experiência na realização de treinamento de profissionais de grandes empresas, tais como – Novartis, Syngenta, Votorantin, Fasano, Ciba, Chubb, Hutsman, AES Eletropaulo entre outras.
  • Curso que permite aos seus participantes a compreensão gradativa dos comandos e ferramentas do software Microsoft Project, de forma a conduzir o aprendizado através da interação prática e funcional dos recursos apresentados com demonstrações de exemplos através de situações problemas reais e suas soluções nos ambientes empresariais.

Projetos:

  • Transmitir conhecimentos teóricos, principais conceitos e práticas comuns aos profissionais que lidam com projetos;
  • Demonstrar através de exemplos práticos cada etapa da criação de um projeto com qualidade, desde a criação de um escopo até o gerenciamento e acompanhamento do projeto.
  • Fornecer condições para elaboração de projetos dentro de características previstas por responsáveis e/ou clientes.

Microsoft Projects:

  • Fornecer recursos para perfeita utilização do Microsoft Project de acordo com as práticas de gerenciamento de projetos;
  • Capacitar o aluno para percorrer todas as etapas de planejamento e controle de projetos, entendendo não apenas o software, mas como resolver situações reais do dia-a-dia.

Profissionais liberais;
Micro e pequenos empresários;
Profissionais de empresas de pequeno, médio e grande porte.

O participante será certificado pela SPDM- Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, mediante o cumprimento das avaliações previstas e frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Módulo 1 – 1° Dia
Explicações dos conhecimentos teóricos dos principais conceitos comuns de um projeto;

Módulo 2 – 2º Dia
Continuação das explicações dos conhecimentos teóricos dos principais conceitos e práticas comuns de um projeto;

Módulo 3 – 3º Dia
Inicio da utilização da ferramenta de projeto Microsoft Project. Explicação e testes dos tópicos “Microsoft Project” até “Verificando Ortografia”

Módulo 4 – 4º Dia
Explicações e testes dos tópicos “Revendo a Tela de Abertura Padrão do Project” (Task Entry) até ” Classificando Colunas”

Módulo 5 – 5º Dia
Explicações e testes dos tópicos Subprojetos até “Sugestão para Elaboração de um Projeto”

Módulo 6 – 6º Dia
Criação de um Projeto e Correção

Valor Curso: R$ 900,00

Boleto a vista ou em até 3x no cartão

Coordenação

Osvaldo Genesi Junior
Graduado em Administração de Empresas com Ênfase em Análise de Sistemas – FASP – Faculdades Associadas de São Paulo (1993)
Referência na definição de estratégias e no gerenciamento de grandes contas, atuação de projetos de infraestrutura/rede com hardware, software se serviços, gestão, motivação de equipes e consultorias.

Data das Aulas

1ª Turma:
Maio/ 2018: 16, 18, 23, 25, 28, 30 – 14h30 às 18h30

2º Turma:
Junho/2018: 13,15, 20, 22, 27, 29 – 14h30 às 18h30

3º Turma:
Julho/ 2018: 11, 13, 18, 20, 25, 27 -14h30 às 18h30

4ª Turma:
Agosto/ 2018: 15, 17, 22, 24, 29, 31 – 14h30 às 18h30

5ª Turma:
Setembro/ 2018: 12, 14, 19, 21, 26, 28 – 14h30 às 18h30

6ª Turma:
Outubro/ 2018: 17, 19, 24, 26, 29, 31 – 14h30 às 18h30

7ª Turma:
Novembro/ 2018: 07, 09, 21, 23, 28, 30 – 14h30 às 18h30

8ª Turma:
Dezembro/ 2018: 03, 05, 07, 10, 12, 14 – 14h30 às 18h30

Local das Aulas

SPDM –
Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 – 2º SS –
Vila Clementino – SP

Cadastre-se Já

Cadastre-se Já

Your Content Goes Here

Cadastro de Interesse
By |Comentários desativados em Project Básico

Excel Básico

Microsoft Excel é um software de planilha eletrônica que permite, de maneira rápida e eficiente armazenar, atualizar, localizar, substituir, classificar, calcular e analisar dados.Tamanhas facilidades permitem a criação de relatórios e gráficos, reduzindo o tempo e o esforço empreendidos nesse tipo de trabalho.

Neste curso serão apresentadas referências aos comandos para utilização de dados nas planilhas eletrônicas. Entre os tópicos abordados no curso estão:
Criação e edição de pastas de trabalho, formatação de números, classificação de dados, utilização de filtros, tabelas dinâmicas, funções SE(simples, com E e com OU), PROCV, concatenação, criação de grupos, salvar pasta com senha, gráficos e etc.

Para facilitar a compreensão gradativa dos comandos e ferramentas do software, serão utilizadas técnicas de interação constantes, de forma a tornar o treinamento objetivo e totalmente prático.

Carga Horária: 16 Horas

Inscrições: 17/04/2018 a 15/05/2018

Cadastro de Interesse
  • Curso ministrado por profissional de larga experiência no mercado
  • Experiência na realização de treinamento de profissionais de grandes empresas, tais como – Novartis, Syngenta, Votorantin, Fasano, Ciba, Chubb, Hutsman, AES Eletropaulo entre outras.
  • Curso que permite aos seus participantes a compreensão gradativa dos comandos e ferramentas do software Microsoft Excel, de forma a conduzir o aprendizado através da interação prática e funcional dos recursos apresentados com demonstrações de exemplos através de situações problemas reais e suas soluções nos ambientes empresariais.
  • Fornecer ao aluno conhecimento no principal software de planilha eletrônica existente;
  • Possibilitar ao aluno a criação, armazenamento, atualização, cálculos, análise, classificação, extração de dados, utilização de funções, controle da aparência da planilha, uso de sequência, filtragem de dados, imagens, minigráficos , proteção de pastas/células e criação de gráficos de 2D e 3D
  • Estudantes acima de 12 anos
  • Profissionais liberais
  • Micro e pequenos empresários
  • Profissionais de empresas de pequeno, médio e grande porte

O participante será certificado pela SPDM- Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, mediante o cumprimento das avaliações previstas e frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Módulo 1 – 1° Dia
Nivelamentos dos conhecimentos de todos os alunos, explicações e testes sobre o tópico “Introdução ao Microsoft Excel até “Configurar Impressão”

Módulo 2 – 2º Dia
Explicações e testes dos “Definir uma Área de Impressão” até “Preenchimento da Forma”

Módulo 3 – 3º Dia
Explicações e testes dos tópicos “Funções” até “Criação de Grupo”

Módulo 4 – 4º Dia
Explicações e testes dos tópicos “Gráficos” até exemplos de Aplicação em Empresas das funções “SE, MENOR e PROCV”

Investimento por aluno: R$600,00
Pagamento através de boleto bancário, parcelamento em até 2 vezes

Coordenação

Osvaldo Genesi Junior
Graduado em Administração de Empresas com Ênfase em Análise de Sistemas – FASP – Faculdades Associadas de São Paulo (1993)
Referência na definição de estratégias e no gerenciamento de grandes contas, atuação de projetos de infraestrutura/rede com hardware, software se serviços, gestão, motivação de equipes e consultorias.

Data das Aulas

1ª Turma:
Maio/ 2018: 15, 17, 22, 24 – 14h30 às 18h30

2º Turma:
Junho/2018: 12,14,19, 21 – 14h30 às 18h30

3º Turma:
Julho/2018: 17,19, 24, 26 -14h30 às 18h30

4ª Turma:
Agosto/ 2018: 14, 16, 21, 23 – 14h30 às 18h30

5ª Turma:
Setembro/ 2018: 11, 13, 18, 20 – 14h30 às 18h30

6ª Turma:
Outubro/ 2018: 16, 18, 23, 25 – 14h30 às 18h30

7ª Turma:
Novembro/ 2018: 06, 08,13, 20 – 14h30 às 18h30

8ª Turma:
Dezembro/ 2018: 04, 06, 11, 13 – 14h30 às 18h30

Local das Aulas

SPDM -Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 – 2º SS –
Vila Clementino – SP

Cadastre-se Já

Cadastre-se Já

Your Content Goes Here

Cadastro de Interesse
By |Comentários desativados em Excel Básico

Aconselhamento em Dependência Química – Virtual

O Aconselhamento é parte integrante do trabalho de todo profissional que atue na área de depêndencia química. Esse curso aprimora as diversas práticas que configuram as ações de: orientar, ajudar, informar, amparar e tratar o usuário ou dependentes de substâncias e seus familiares.

Este curso realizado a distância tem o objetivo de proporcionar capacitação aos profissionais de todo Brasil, que atuam na área da Dependência Química.

Carga Horária:  136h

Inscrições: 10/04/2018 à 10/08/2018

Período do Curso: 13/08/2018 à 12/11/2018

Inscrições – EM BREVE

Pré – Requisitos:

  • Disponibilidade para leitura
  • Disponibilidade para apresentação de Casos
  • Participar das atividades promovidas nos fóruns
  • 2º Grau concluído
  • Ter noções de informática, navegação na internet, e-mail

Processo Seletivo:

Análise Curricular

Documentos Obrigatórios:

  • RG
  • CPF
  • COMPROVANTE RESIDENCIA
  • HISTÓRICO ESCOLAR 2º Grau ou DIPLOMA GRADUAÇÃO

Enviar documentação escaneada (legível) para secretariauniad@gmail.com

Profissionais da área de saúde que tenham suas práticas relacionadas ao atendimento de usuários/dependentes de álcool, tabaco e outras drogas; conselheiros, estudantes de graduação da área da saúde; Agentes Comunitários de Saúde, etc., com curso superior ou ensino médio completo.

O curso de Aconselhamento em Dependência Química está há quase vinte anos no mercado.

Capacitar o aluno para a realização de aconselhamento clínico individual e grupal para dependentes químicos e familiares.
Informar sobre: aspectos biológicos, sociais e psicológicos de cada droga psicotrópica, relacionados às diferentes linhas de tratamento das dependências químicas; noções básicas de prevenção; políticas públicas e organização de serviços.

Aulas on-line em Fóruns Via-Moodle– trata-se de uma plataforma que permite uma interação virtual organizada, dinâmica e colaborativa, onde conteúdos semanais serão disponibilizados.

Discussão de casos clínicos Via-Moodle – discussão de casos clínicos apresentados pelos professores que permitem viabilizar a tradução do conhecimento teórico em prática clínica.

Módulo I

Bases Teóricas relacionadas à dependência química e consumo nocivo de álcool, tabaco e demais substancias psicoativas:

  • Conceitos Gerais;
  • Sistemas de Diagnósticos: uso, abuso, dependência;
  • Epidemiologia;
  • Efeitos dos usos crônico e agudo;
  • Comorbidades (doenças que podem estar associadas à dependência química).

 Módulo II

Bases Teóricas relacionadas à Clínica / Tratamento da Dependência Química:

  • Como organizar uma história clínica;
  • Modelo de Caso Clínico;
  • Intervenção Breve;
  • Entrevista Motivacional;
  • Terapia cognitiva comportamental;
  • Prevenção de Recaída;
  • Grupos de autoajuda;
  • Orientação Familiar;
  • Cuidando de quem cuida;
  • Gerenciamento de Caso;
  • Reabilitação Cognitiva;
  • Avaliação Neuropsicológica.

 Modulo III

  • Políticas Públicas;
  • Prevenção ao Uso de Drogas;
  • Comunidade Terapêutica;
  • Outros ambientes de tratamento da Dependência Química;
  • A dependência química em populações específicas;

Avaliação final.

Professor Fixo:
Profº Drº Sérgio Duailibi

Professores Convidados: 

Profª Renata Pereira Santos
Profª Mariangela Cirillo
Profª Helena Sakiyama
Profª Mariana Pedroso
Profª Lígia Duailibi

O aluno será certificado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM Educação, mediante ao cumprimento da carga horária do Curso.

Valor do curso: R$ 820,00

Formas de Pagamento:

Cartão de Crédito em até 6x:  R$136,67

ou

Boleto a vista

Coordenação

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1995), mestrado em Medicina (Psiquiatria) pela Universidade Federal de São Paulo (2001) e doutorado em Medicina (Psiquiatria) pela Universidade Federal de São Paulo (2005). Atualmente é investigador principal da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (UNIAD), serviço ligado ao Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Dependência química, atuando principalmente nos seguintes temas: [1] estudos de seguimento com usuários de cocaína & crack, [2] políticas públicas para o consumo de álcool, tabaco e outras drogas e [3] história do consumo de substâncias psicoativas.

Data das Aulas

Período do Curso: 13/08/2018 à 12/11/2018

De Segunda-feira a domingo

Local das Aulas

Moodle (ambiente virtual)

Inscrições - EM BREVE

Garanta Já sua Vaga

Garanta Já sua Vaga

Garanta Já sua Vaga

Inscrições - EM BREVE
By |Comentários desativados em Aconselhamento em Dependência Química – Virtual

Crack do Consumo ao Tratamento

O Curso de Extensão sobre o tratamento do usuário de crack cumpre o papel de atualização e capacitação de profissionais de saúde e áreas correlatas no atendimento de pacientes dependentes de crack.   Devido a grande prevalência destes transtornos na população brasileira e a dificuldade de acesso a informações de qualidade e ao treinamento específico, a Modalidade Virtual de extensão cumpre o papel social de aprimoramento dos profissionais de saúde de diferentes regiões brasileiras.

Carga Horária:  136 Horas

Inscrições: 10/04/2018 à 03/08/2018

Período do Curso: 06/08/2018 à 05/11/2018

Inscrições – EM BREVE

CRITÉRIOS:

  • Disponibilidade para leitura
  • Disponibilidade para apresentação de Casos
  • Participar das atividades promovidas nos fóruns
  • Profissional com nível superior (graduandos e graduados)
  • Ter noções de informática, navegação na internet, e-mail.

PROCESSO SELETIVO

Análise Curricular

DOCUMENTOS NECESSÁRIOS

  • RG
  • CPF
  • COMPROVANTE RESIDENCIA
  • DECLARAÇÃO DE MATRÍCULA DA GRADUAÇÃO ou DIPLOMA GRADUAÇÃO

Enviar documentação escaneada (legível) para secretariauniad@gmail.com

Profissionais de Saúde que atuem no atendimento a pacientes ou familiares de dependentes de crack e poli usuários, além de profissionais envolvidos na elaboração de políticas relacionadas ao tratamento e a prevenção da dependência de crack.

O Curso de Extensão sobre o tratamento do usuário de crack cumpre o papel de atualização e capacitação de profissionais de saúde e áreas correlatas no atendimento de pacientes dependentes de crack.   Devido a grande prevalência destes transtornos na população brasileira e a dificuldade de acesso a informações de qualidade e ao treinamento específico, a Modalidade Virtual de extensão cumpre o papel social de aprimoramento dos profissionais de saúde de diferentes regiões brasileiras.

Geral:

Desenvolver um programa de capacitação profissional para avaliação e tratamento da dependência de crack.

Específicos:

Promover o debate informado sobre o tema a partir de evidências científicas;

Atualizar o corpo discente acerca das linhas de abordagens e tendências de política pública da área;

Estimular a construção de modelos de atenção e políticas públicas baseadas na multidisciplinaridade.

Aulas on-line em Fóruns Via-Moodle (baseadas no livro adotado) – trata-se de uma plataforma que permite uma interação virtual organizada, dinâmica e colaborativa, onde conteúdos semanais serão disponibilizados.

Discussão de casos clínicos Via-Moodle – discussão de casos clínicos apresentados pelos professores que permitem viabilizar a tradução do conhecimento teórico em prática clínica.

Módulo I: Subsídios teóricos para o tratamento da dependência de crack

  • Epidemiologia e História natural do consumo de crack
  • Aspectos socioculturais do consumo de crack
  • Consumo de Crack e Violência
  • Neurociência I: Farmacologia e Neurobiologia
  • Neurociência II: Neuroimagem e Genética

Módulo II: Componentes do tratamento da dependência de crack

  • Avaliação I: Plano de tratamento e Diagnóstico
  • Avaliação II: Avaliação clínica, psiquiátrica e neuropsicológica
  • Técnicas de Tratamento I: Terapias e Intervenções
  • Técnicas de Tratamento II: Tratamento medicamentoso e Manejo Clínico
  • Técnicas de Tratamento III: Manejo e Intervenção familiar no tratamento do dependente de crack.
  • Reabilitação I: Reabilitação e Gerenciamento de Caso
  • Reabilitação II: Grupos de mútua ajuda e atividade física
  • Ambientes de tratamento I e II
  • Avaliação e conduta em situações específicas I e II

Módulo III: Políticas públicas relacionadas ao consumo de crack

  • Políticas Públicas

Professores Fixos:
Profº Drº Marcelo Ribeiro de Araújo
Profª Luciane Ogata Perrenoud

Professores Convidados: 

Profº Sérgio Duailibi
Profº Cláudio Jerônimo da Silva
Profº Elton Pereira Rezende
Profª Ilza Rosa Batista
Profª Ana Carolina Schmidt de Oliveira
Profª Laura Fracasso
Profª Angela Guimarães
Profª Lígia Bonacim Duailibi
Profº Maurício Landre
Profª Mariana Maciel

O aluno será certificado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM Educação, mediante ao cumprimento da carga horária do Curso.

Valor do curso: R$ 960,00

Formas de Pagamento:

Cartão de Crédito em até 6x: R$ 160,00

ou

Boleto a vista

Coordenação

Possui graduação em Medicina pela Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (1995), mestrado em Medicina (Psiquiatria) pela Universidade Federal de São Paulo (2001) e doutorado em Medicina (Psiquiatria) pela Universidade Federal de São Paulo (2005). Atualmente é investigador principal da Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (UNIAD), serviço ligado ao Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Dependência química, atuando principalmente nos seguintes temas: [1] estudos de seguimento com usuários de cocaína & crack, [2] políticas públicas para o consumo de álcool, tabaco e outras drogas e [3] história do consumo de substâncias psicoativas.

Graduada em Psicologia (2002) pela Universidade Estadual Paulista – UNESP. Especialista em Psicologia Clínica Psicanalítica (2004) pela Universidade Estadual de Londrina- UEL. Especialista em Dependência Química (2009) pela Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas (UNIAD) da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Doutoranda em Psiquiatria e Ciências pelo Departamento de Psiquiatria da UNIFESP (2015). Psicóloga Clínica em Taubaté/SP. Colaboradora e Professora do Curso de Extensão da UNIAD | UNIFESP. Pesquisadora e Coordenadora Executiva da Pesquisa Nacional sobre Perfil Sociodemográfico e História Natural de Usuários de Crack pela UNIAD | UNIFESP.

Data das Aulas

Período do Curso: 06/08/2018 à 05/11/2018

De Segunda-feira a domingo

Local das Aulas

Moodle (ambiente virtual)

Inscrições - EM BREVE

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Inscrições - EM BREVE
By |Comentários desativados em Crack do Consumo ao Tratamento

Acompanhamento Terapêutico nas Clínicas das Dependências – Presencial

A dependência química é fundamentalmente uma relação alterada entre o indivíduo e o seu consumo de substâncias. Isso leva ao estreitamento do repertório destes usuários, empobrecendo habilidades adquiridas e impedindo o surgimento de nova.

O tratamento deve então ser considerado dentro de uma ampla gama de ações: presença de comorbidades e aspectos biológicos (p.ex. síndrome de abstinência), envolvimento familiar, afastamento de grupos e locais onde o usuário consumia drogas, incentivo a novas formas de relacionamento social.

Carga Horária:  28 Horas

Inscrições:  10/04/2018 à 08/08/2018

Período do Curso:  09/08/2018 à 11/11/2018

Inscrições – EM BREVE

Requisitos:

  • Disponibilidade para leitura
  • Disponibilidade para apresentação de casos
  • Atividade profissional relacionada à dependência química
  • Participar de atividades de discussão em sala de aula.

PROCESSO SELETIVO

Análise Curricular

Documentos Necessários:

  • RG
  • CPF
  • COMPROVANTE RESIDENCIA
  • DIPLOMA GRADUAÇÃO ou DECLARAÇÃO DE MATRÍCULA
  • 2 FOTOS 3X4

Enviar documentação escaneada (legível) parasecretariauniad@gmail.com

Profissionais com curso superior na área da saúde.
Estudantes do último ano da graduação em cursos de Ciências da Saúde.

A prática do AT promove ações capazes de ampliar e criar repertórios, sejam estes internos ou externos. Sua função pode ser adequada para o manejo de situações agudas (sintomas de abstinência), para auxiliar in loco a resolução de conflitos familiares e dificuldades sociais e favorecer o processo de retomada e/ou aquisição de espaços de convívio social. Além disso, passa a ser um interlocutor entre a equipe terapêutica e o ambiente de convívio do dependente.

Capacitar estudantes e profissionais da área da saúde para atuarem como acompanhantes terapêuticos na clínica das dependências.

Sensibilizar profissionais da área da saúde para as indicações do acompanhamento terapêutico na clínica das dependências.

Captar profissionais de qualidade, interessados em atuar na UNIAD, tanto na assistência (pública e privada), quanto em atividades de pesquisa.

Aulas teóricas

Apresentação de caso clínico

Módulo I

O Módulo I apresenta aos alunos um histórico do acompanhamento terapêutico inserido na história da saúde mental (reabilitação psicossocial) e uma introdução à prática do AT aplicada à clínica das dependências.

Módulo II

O Módulo II é dedicado à teoria e psicopatologia da dependência e suas principais comorbidades. A psicofarmacologia será apresentada visando a melhorar o entendimento dos profissionais acerca dos medicamentos prescritos e classificação das substâncias.

Módulo III

As linhas e técnicas de tratamento necessárias para a prática de qualquer profissional que atue na clínica das dependências serão contempladas durante este módulo. Haverá uma preocupação da coordenadora e dos professores com o direcionamento deste conteúdo para a prática do AT.

Módulo IV

Durante o decorrer do Módulo IV, os conteúdos teóricos desenvolvidos ao longo do curso serão fundidos ao corpo teórico da prática do AT, dentro das diversas situações junto ao paciente, outros profissionais e instituições será debatida visando à formação de um construto ético, capaz de nortear sua prática.

Professor Fixo:
Profª Lígia Duailibi

Professores Convidados:
Profª Helena Sakiyama
Profº Drº Sérgio Duailibi

O aluno será certificado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM Educação, mediante ao cumprimento da carga horária do Curso.

Valor do curso: R$ 800,00

Formas de Pagamento:

Cartão de Crédito em até 6x: R$ 133,34

ou

Boleto a vista

Graduação em Medicina pela Escola Paulista de Medicina (1982), Residência em Psiquiatria pela EPM (1984) e Phd em Psiquiatria pela Universidade de Londres(1994). Atualmente é Professor Titular do Departamento de Psiquiatria da Universidade Federal de São Paulo. Tem experiência na área de Psiquiatria, com ênfase em Alcoolismo e dependência de outras drogas. As principais áreas de pesquisa são: tratamento da dependência química, o impacto das políticas públicas do álcool e outras drogas, bases biológicas da dependência e avaliação epidemiológica do uso de substâncias. Na área de treinamento coordena vários cursos de pós graduação latu senso em dependência química (cursos de especialização presencial e virtual). Professor orientador do programa de pós-graduação do Departamento de Psiquiatria da UNIFESP. Coordenador da UNIAD (Unidade de Pesquisa em Álcool e Drogas) da UNIFESP. É o Investigador Principal do Instituto Nacional de Políticas do Álcool e Drogas, um dos recém criados INCTs (Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia) do CNPq. Em 2014 recebeu o prêmio Griffith Edwards premiação da International Society of Addiction Journal Editors, em reconhecimento pela atuação como clínico, educador e implementador de políticas públicas sobre álcool e drogas. Presidente da SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina.

Doutoranda em Ciências da Saúde pelo Departamento de Psiquiatria UNIFESP; Mestre em Ciências da Saúde pelo Departamento de Psiquiatria UNIFESP, Especialista em Dependência Química pela UNIFESP; Terapeuta Ocupacional com atuação nas áreas de assistência, ensino e pesquisa da UNIAD/INPAD da UNIFESP; Supervisora do Núleo de Acompanhantes Terapêuticos da Clínica Alamedas e Coordenadora do curso de Acompanhantes Terapêuticos da UNIAD/INPAD, da UNIFESP.

Data das Aulas

Período do Curso:  09/08/2018 à 11/11/2018

Todas as Quintas-feiras

Horário das Aulas: 19h as 21h

Local das Aulas

Rua Botucatu, 390

Inscrições - EM BREVE

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Inscrições - EM BREVE
By |Comentários desativados em Acompanhamento Terapêutico nas Clínicas das Dependências – Presencial

Direito em Saúde

O Direito em Saúde propicia aos Profissionais da área, inclusive aos Gestores de Instituições de Saúde, conhecimentos básicos, para que nas suas áreas de atuação, bem como nas atividades pessoais, possam conviver com as matérias jurídicas, melhor se relacionando com as normas, sem grandes impactos ou surpresas, em harmonia com a legislação.

Inscrições: até 13/03/2018

Faça a sua Inscrição e garanta a sua vaga!

DIREITO EM SAÚDE – Nova dinâmica jurídica seguindo a atual tendência da multidisciplinaridade, que proporciona ao estudioso, traçar o paralelo e a intersecção entre as linhas representativas das disciplinas, com a análise da interação entre as duas matérias do conhecimento humano.

DIREITO EM SAÚDE – Curso de Extensão – Excelente oportunidade para os Gestores de Instituições e os Profissionais de Saúde, discutirem entre si, questionarem e debaterem com os professores, os assuntos jurídicos, que estão atualmente em efervescência no universo midiático.

DIREITO EM SAÚDE – As frequentes intervenções judiciais na saúde, são, dentre outras, matérias estudadas pelo Direito em Saúde. A Justiça Terapêutica é o caso característico desta interferência. Por ela, a Autoridade Judiciária determina ao Poder Público, atendendo o requerimento do Ministério Público, da Advocacia Pública ou Privada, que sejam postos gratuitamente à disposição do infrator, designação legal do usuário e ou dependente de drogas ilícitas, meios para o seu tratamento especializado, preferencialmente ambulatorial ou por internação em estabelecimento apropriado.

O Direito em Saúde tem como finalidade pesquisar e debater os assuntos jurídicos, que envolvam cada campo da Saúde, com o estudo específico da legislação, da jurisprudência e da doutrina, inclusive com a discussão sobre o direito à saúde e sua judicialização.

Aberto a todos os interessados pelos temas da Disciplina.

O participante será certificado pela SPDM- Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, mediante o cumprimento das avaliações previstas e frequência mínima de 75% da carga horária total do curso.

Investimento: R$ 500,00
Formas de Pagamento:
Parcelado em 3 vezes no cartão de crédito ou 2 vezes no boleto bancário.

Programação: 18 (dezoito) aulas com duração de 02 (duas) horas cada uma.

Detalhamento das Atividades:

PROGRAMAÇÃO

Primeira Aula – 13/03:
a) Apresentação dos professores.
b) Apresentação pessoal de cada aluno, compreendendo: sua formação acadêmica,
eventual contato ou experiência com a matéria jurídica, e sua expectativa sobre os
conhecimentos que o curso possa lhe transmitir.
c) Apresentação da Disciplina.
d) Conceitos sobre ciências sociais e ciências naturais.

Segunda Aula – 15/03:
a) Diferenciação entre técnica e ciência.
b) Ideias introdutórias sobre Filosofia do Direito.
c) Correlação do Direito com as demais ciências.
d) Conceito de Direito.

Terceira Aula – 20/03:
a) Conceito de Justiça.
b) Normas regedoras da sociedade.
c) Fontes de Direito.
d) Hierarquia das normas.

Quarta Aula – 22/03:
a) Regras jurídicas.
b) Divisão histórica do Direito.
c) Ramos do Direito.
d) Direito Constitucional.

Quinta Aula – 27/03:
a) As Constituições brasileiras.
b) Direito Civil.
c) Código Civil.
d) Parte Geral.

Sexta Aula – 29/03:
a) Livro I – Das Pessoas.
b) Livro II – Dos Bens.
c) Livro III – Dos Fatos Jurídicos.
d) Parte Especial.

Sétima Aula – 03/04:
a) Livro I – Do Direito das Obrigações.
b) Livro II – Do Direito de Empresa.
c) Livro III – Do Direito das Coisas.
d) Livro IV – Do Direito de Família.

Oitava Aula – 05/04:
a) Livro V – Do Direito das Sucessões.
b) Código de Proteção e Defesa do Consumidor.
c) Título I – Dos Direitos do Consumidor – Título II – Das Infrações Penais.
d) Título III – Da Defesa do Consumidor em Juízo – Título IV – Do Sistema Nacional
de Defesa do Consumidor. 

Nona Aula – 10/04:
a) Estatuto da Criança e do Adolescente.
b) Parte Geral.
c) Parte Especial.
d) Estatuto do Idoso.

Décima Aula – 12/04:
a) Direito Penal.
b) Código Penal.
c) Parte Geral.
d) Títulos: I – II – III – IV.

Décima Primeira Aula – 17/04:
a) Títulos: V – VI – VII – VIII.
b) Parte Especial.
c) Títulos: I – II – III – IV – V.
d) Títulos: VI – VII – VIII – IX – X – XI.

Décima Segunda Aula – 19/04:
a) Direito Tributário.
b) Código Tributário Nacional.
c) Direito do Trabalho.
d) Consolidação das Leis do Trabalho.

Décima Terceira Aula – 24/04:
a) Ciências Forenses.
b) Medicina Legal.
c) Psiquiatria Forense – Psicologia Jurídica.
d) Antropologia Forense.

Décima Quarta Aula – 26/04:
a) Órgãos autorizadores e fiscalizadores do exercício profissional em Saúde.
b) Códigos de Ética das categorias dos Profissionais de Saúde.
c) Processos Éticos e Disciplinares.
d) Legislação específica de cada área da Saúde.

Décima Quinta Aula – 03/05:
a) Direito à Saúde.
b) Universalidade de acesso.
c) SUS e ANS.
d) Judicialização da Saúde.

Décima Sexta Aula – 08/05:
a) Responsabilidade do Profissional de Saúde.
b) Consequência Civil.
c) Consequência Penal.
d) Consequência Ética e Disciplinar.

Décima Sétima Aula – 10/05:
a) Implicações para os funcionários de Saúde.
b) Servidores públicos no regime estatutário.
c) Trabalhadores no regime CLT.
d) Implicações para Entidades de Saúde.

Décima Oitava Aula – 15/05:
a) Revisão dos Temas.
b) Avaliação dos Professores pelos Alunos.
c) Avaliação do Curso pelos Alunos.
d) Encerramento.

Professor/Coordenador:

Bacharel em Direito, graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie-SP. Advogado inscrito na OAB/SP, com especialidade em Sustentação Oral, nas Instâncias Judiciais e Administrativas. Atua no Tribunal do Júri. Advoga perante os Tribunais de Ética e Disciplina da OAB, CRM e demais instituições congêneres. Professor Visitante da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, responsável pela Disciplina Direito em Saúde, Unidade Curricular Eletiva da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem, Campus São Paulo.

Professora:

Bacharel em Direito, graduada pelo Centro Universitário Augusto Motta-RJ, Advogada inscrita na OAB/RJ, Especialização em Direito Privado, na Universidade Federal Fluminense –UFF. Coordenadora Executiva e Jurídica da Comissão de Ética Médica do Hospital Universitário São Paulo – UNIFESP. Foi Vice-Presidente da Comissão Processante Permanente da UNIFESP, participou da Comissão de Elaboração do Projeto Pedagógico do Curso de Direito da UNIFESP.

Professor:

Médico. Livre-Docente pela Universidade de São Paulo-USP. Doutor em Medicina pela Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Professor de Medicina Legal, Deontologia e Bioética na Escola Paulista de Medicina da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP. Docente do Programa “Stricto Sensu” em Bioética do Centro Universitário São Camilo, São Paulo.

Coordenação

Bacharel em Direito, graduado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie-SP. Advogado inscrito na OAB/SP, com especialidade em Sustentação Oral, nas Instâncias Judiciais e Administrativas. Atua no Tribunal do Júri. Advoga perante os Tribunais de Ética e Disciplina da OAB, CRM e demais instituições congêneres. Professor Visitante da Universidade Federal de São Paulo – UNIFESP, responsável pela Disciplina Direito em Saúde, Unidade Curricular Eletiva da Escola Paulista de Medicina e da Escola Paulista de Enfermagem, Campus São Paulo.

Dias das Aulas

Horário: 19h as 21h

Dias:

13/03, 15/03, 20/03, 22/03, 27/03, 29/03;

03/04, 05/04, 10/04, 12/04, 17/04, 19/04, 24/04, 26/04, 03/05, 08/05, 10/05 e 15/05/2018.

Local das Aulas

SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina
Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 – 2º SS – Sala A – Vila Clementino – SP

Faça a sua Inscrição e garanta a sua vaga!

Faça já Sua Inscrição
By |Comentários desativados em Direito em Saúde

CURSO LIVRE SOBRE ECONOMIA EM SAÚDE – 4ª EDIÇÃO

Curso livre sobre Economia da Saúde onde serão apresentados tópicos relevantes da área.
Oferece aos participantes a oportunidade de entrar em contato com temas básicos de Economia da Saúde, área de conhecimento que é primordial para tomada de decisão neste setor . Objetiva propiciar ao participante noções introdutórias de economia e gestão em saúde através recursos metodológicos baseados nos princípios de interação, autonomia e cooperação através de atividades em ambiente virtual focadas em modelos e instrumentos de grande auxílio para análise e equacionamento de problemas no nesta área, discussão em fórum e chats e participação em videoconferências.

O curso será ministrado totalmente à distância, de forma assíncrona – ou seja, sem horário fixo – a partir de vídeo-aulas, textos bases, e fórum de discussão com o docente responsável.

Carga Horária: 80 horas

Inscrições: 07/08/2017 a 29/09/2017

Inscrições Encerradas

Ter frequência no ambiente virtual de aprendizagem;
Conclusão de atividade/tarefa formativa/avaliativa ao término de cada módulo.
O aluno será certificado pela SPDM Educação mediante ao cumprimento dos requisitos acima estabelecidos.

O curso, totalmente à distância, permite que o aluno – dentro do programa estabelecido – possa flexibilizar sua dedicação ao curso durante a semana e contar com a presença constante de tutores e professores para acompanhá-lo em seu processo de aprendizagem.

Conta com toda a experiência de profissionais com notório conhecimento em suas áreas de atuação e vinculados a centros de excelência em pesquisa, ciência e tecnologia.

Compreender noções básicas e operacionais da Economia da Saúde.

Estudantes graduandos/pós-graduandos e profissionais da área.

Coordenação:

Profa. Dra. Paola Zucchi

Médica pela Universidade Federal de São Paulo, mestre em Administração de Empresas pela Escola de Administração de Empresas de São Paulo – Fundação Getúlio Vargas ; doutora em Saúde Pública pela Universidade de São Paulo – Faculdade de Saúde Pública e Livre Docente pela Universidade Federal de São Paulo UNIFESP. Atualmente é Professora Afiliada – Modalidade Pesquisa da Universidade Federal de São Paulo e Vice Chefe da Disciplina de Economia e Gestão em Saúde da Universidade Federal de São Paulo / Escola Paulista de Medicina – UNIFESP/EPM. Tem experiência na área de Administração, com ênfase em Administração de Empresas, atuando principalmente nos seguintes temas: Economia da Saúde, Marketing em Saúde e Gestão e Administração em Saúde, Avaliação e Incorporação de Tecnologias em Saúde.

Prof. Dr. Maykon Anderson Pires de Novais
Biólogo pelo Centro Universitário São Camilo, Licenciado em Ciências e Biologia pelo Centro Universitário São Camilo, Especialista em Economia e Gestão em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo, mestre em Informática em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo e doutor em Gestão e Informática em Saúde pela Universidade Federal de São Paulo. Atualmente é Pesquisador da Disciplina de Economia e Gestão em Saúde da Escola Paulista de Medicina/Universidade Federal de São Paulo, Professor Adjunto na Universidade Paulista UNIP, Professor do Centro Universitário SENAC, Assessor Técnico da Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – SPDM, representante institucional – Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde, conselheiro do comitê executivo – Biblioteca Virtual em Saúde Economia da Saúde. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Informática em Saúde, atuando principalmente nos seguintes temas: educação a distância, saúde, avaliação de tecnologia em saúde, informática e educação.

Professores/Palestrantes:

Maykon Anderson Pires de Novais
Biólogo e licenciado em Ciências e Biologia; Pós-Graduação em Designer Instrucional pela Universidade Federal de Itajubá; Especialização em Gestão e Economia da Saúde – UNIFESP; Mestre em Informática em Saúde com enfoque em Educação em Saúde – EPM/Unifesp; Doutorando em Ciências Psicobiológicas – EPM/UNIFESP; Pesquisador do CPES/UNIFESP; Professor UAB/Unifesp; Professor do MBA em Economia e Gestão em Saúde – Universidade Federal do Estado de São Paulo – UNIFESP; Membro da Sociedade Brasileira de Informática e Saúde (SBIS)

Márcia Mello Costa De Liberal
É pós-doutora em Ciência Política pelo CEIL-PIETTE/Universidad de Buenos Aires e em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. Doutora em Sociologia Econômica e das Organizações pela Universidade Técnica de Lisboa. Tem vários artigos publicados nas áreas de economia, educação, ética, gestão, religião, trabalho e sociedade. É organizadora dos livros: Um Olhar Sobre Ética e Cidadania (volumes I e II), Ética – Reflexões Contemporâneas, Educar para o Trabalho – estudos sobre os novos paradigmas, O Impacto da Práxis Religiosa na Construção de Vínculos Sociais, A Ética a Serviço da Comunicação. É autora dos livros O Trabalhador Adolescente no Brasil e A Metamorfose do Trabalho na Era da Globalização.

Rodrigo Paiva Souza
Doutorando em Contabilidade e Controladoria pela Universidade de São Paulo (USP); Mestre em Contabilidade e Controladoria pela Universidade de São Paulo (USP); Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade de São Paulo (USP); Programa de Intercâmbio Internacional – CCInt FEA-USP; Maastricht University School of Business and Economics (Holanda); Professor da Fundação Instituto de Pesquisa Contábeis, Atuariais e Financeiras; Professor da Fundação Instituto de Administração (FIA); Professor da Fundação Educacional Inaciana Pe. Sabóia de Medeiros (FEI); Professor da Saint Paul Escola de Negócios (SAINT PAUL).

Marcos Bosi Ferraz
Médico pela Universidade Federal de São Paulo; Programa de Residência Médica – Medicina Interna e de Reumatologia pela Universidade Federal de São Paulo; Mestre em Reumatologia pela Universidade Federal de São Paulo; Mestre em Epidemiologia Clínica pela Universidade McMaster do Canadá; Doutor em Reumatologia pela Universidade Federal de São Paulo; Pós Doutor em Economia da Saúde pela Universidade McMaster do Canadá; Professor Associado do Departamento de Medicina da Universidade Federal de São Paulo; Diretor e Professor do Centro Paulista de Economia da Saúde da Universidade Federal de São Paulo; Diretor de Economia Médica da Associação Médica Brasileira; Mais de 160 trabalhos científicos publicados em revistas indexadas pela SCIELO e 125 artigos científicos publicados em revistas científicas indexadas pelo MEDLINE.

Formas de Pagamento:

Profissionais:

Boleto á vista : R$ 300,00

Cartão de Credito: R$ 300,00 em até 2 vezes

Estudantes (graduandos e pós-graduandos) :

Boleto á vista : R$ 150,00

Cartão de Credito: R$ 150,00 em até 2 vezes

Informática em Sáude
Microeconomia da Saúde
Gerenciamento de Custos
Economia da Saúde

Data das Aulas

Aulas assíncronas (sem coincidência de tempo e espaço) onde os módulos (8 no total)

INÍCIO: 04/10/2017 – TÉRMINO: 29/11/2017

Local das Aulas

Através de Ambiente Virtual de Aprendizagem – AVA (online)

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Inscrições Encerradas
By |Comentários desativados em CURSO LIVRE SOBRE ECONOMIA EM SAÚDE – 4ª EDIÇÃO

2º Congresso do Estado de São Paulo no Apoio ao Escolar em Tratamento de Saúde & Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças em Contínuo Tratamento de Saúde

O trabalho pedagógico e educacional nele realizado baseia-se em práticas que permitem melhores condições para o reingresso desses alunos à escola regular, uma vez que ela atua sobre dificuldades de aprendizagem, resgatando do prazer de aprender e consequentemente melhorando a qualidade de vida. Promover a parceria entre as Classes Hospitalares e as Escolas Regulares torna-se essencial no combate à evasão escolar e favorece a continuidade do desenvolvimento evolutivo destes alunos. Na mesma proporção de importância, destaca-se o apoio das ações que aproximem os profissionais das áreas da Saúde e da Educação no âmbito público e privado para que os direitos básicos de crianças e adolescentes sejam respeitados.
É sob essa perspectiva, que comemoramos a Semana Municipal de Conscientização dos Direitos da Criança e do Adolescente em Atendimento Pedagógico em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios, que é celebrada na quarta semana do mês de maio, conforme Lei nº 16.530, de autoria do Vereador Aurélio Nomura.

Neste ano de 2017, estaremos promovendo duas ações:

1- Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios, um projeto piloto com o propósito de promover a diversidade e evidenciar as especificações necessárias à inclusão do aluno com doenças crônicas nas escolas regulares;

2- 2º Congresso do Estado de São Paulo no Apoio ao Escolar em Tratamento de Saúde, voltado a reflexão e integração dos pesquisadores das áreas da Educação e da Saúde, assim com demais interessados no trabalho realizado nas Classes Hospitalares

Participação Especial – Convidado Estrangeiro:
Cristian Marchant
Coordinador Académico de la Fundación Carolina Labra

Inscrições: 11/04/207 à 25/05/2017

Inscrições Encerradas

-Estreitar laços e incentivar a articulação entre as escolas regulares e as instituições que prestam atendimento à saúde de crianças e adolescentes em hospitais e ambulatórios promovendo atitudes que fundamentam o direito à escolarização de acordo com as condições de cada aluno.

-Refletir  e integrar  pesquisadores das áreas da Educação e da Saúde, como  professores das instituições de ensino das redes pública e privada e demais interessados no trabalho realizado nas Classes Hospitalares.

– Valorizar o conceito de diversidade mediante atividades realizadas pelos alunos focando as implicações das Doenças Crônicas na escola.

– Incentivar e reforçar a importância das Redes de Apoio à Escolarização do Aluno em Contínuo Tratamento de Saúde, especialmente quando acometido pelas doenças crônicas Doenças Crônicas nos hospitais, ambulatórios e domicílios, na perspectiva da educação inclusiva.

Refletir e integrar pesquisadores das áreas da Educação e da Saúde,
– Valorizar o conceito de diversidade mediante a produção dos alunos focando nas implicações das Doenças Crônicas na escola.
– Incentivar e reforçar a importância das Redes de apoio à escolarização do aluno com doenças crônicas nos hospitais, ambulatórios e domicílios na perspectiva da educação inclusiva

Comissão Científica Área da Saúde

Profa. Dra. Ana Lucia Goulart – UNIFESP
Presidente da Comissão Científica- Área da Saúde
Profa. Dra. Soraia Tahan
Profa. Dra. Maria Cristina Andrade
Prof. Dr. Clóvis Eduardo Tadeu Gomes

Comissão Científica Área Educação

Profa. Dra. Léa Chuster Albertoni – UNIFESP
Presidente da Comissão Científica- Área da Educação
Profa. Dra. Adriana Garcia – UFSCAR
Ms. Carolina Lourenço Reis Quedas Catelli – CAPE SEESP
Ms. Sandra Rabaça – Diretoria de Ensino Centro Sul
Profa. Dra. Maria do Carmo da Silva Mutti
Profa. Dra.Eneida Simões – UERJ
Lilian Caló – OPAS- OMS
Maria Luisa Sprovieri Ribeiro – USP
Roberto França – PA
Walkiria Assis – USCS/FAMESP

Comissão de Apoio

Alzira Held – PCNP – Educação Especial DRE – CS

Paola Ribeiro da Silva – Classe Hospitalar HSP-HU/UNIFESP

Wanderci Ruiz Braga– Classe Hospitalar HSP-HU/UNIFESP

Zilda Fátima Prestes Bun– Classe Hospitalar HSP-HU/UNIFESP

Estudantes, pesquisadores e profissionais das Áreas da Educação, Saúde e Direito.

Os participantes serão certificados pela SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina mediante cumprimento da carga horária do evento.

25 de Maio de 2017

7:30 às 8:30 – Credenciamento

8:30 às 9:30  – Conferência

Dra. Glaura Pedroso
A Escola Promotora de Saúde e a Criança com Doença Crônica 

9:30 às 10:30 – Conferência

Prof. Dr. Lino de Macedo

A Relação Saúde e Educação no Contexto da Classe Hospitalar

10:30 às 11:00 – Intervalo – Sessão Pôster e Painel de Interação

11:00 às 12:00  – Mesa Redonda

Palestrante: Cristian Marchant – Coordinador Académico Fundación Carolina Labra Riquelme FCLR- Chile

O Luto do aluno Idealizado

Silvia Mara Joppert – Psicóloga Clinica e Hospitalar do Setor de Saúde Mental – Disciplina de Pediatria Geral e Comunitária – Departamento de Pediatria EPM/ UNIFESP

Léa Chuster Albertoni Gestora do Programa de Atendimento Pedagógico e Educacional ao Escolar em Tratamento de Saúde do Departamento de Pediatria EPM/UNIFESP – HU Hospital São Paulo

12:00 às 12:30 – Abertura

12:30 às 14:00 – Intervalo

14:00 às 16:00 – Workshop

Desafios e Reflexões sobre Equipes Multiprofissionais em Instituições de Saúde

Silvia Mara Joppert- – Psicóloga Clinica e Hospitalar do Setor de Saúde Mental – Disciplina de Pediatria Geral e Comunitária – Departamento de Pediatria EPM/ UNIFESP 

16:00 às 16:30 – Intervalo – Sessão Pôster e apresentação de trabalhos de alunos participantes da “Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios”

16:30 às 17:30 – Mesa Redonda

Avaliação e Resultados da “Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios”

Escolas Participantes Públicas e Particulares

Colégio COPI

Universidade Paulista – UNIP

E.E. Padre Afonso Paschotte –  D.E. Mauá

E.E. Washington Luiz Pereira de Souza – D.E. Arujá

17:30 às 18:30 – Estudo de Caso

Diretoria de Ensino Centro Sul e  Escola de Origem- Classe Hospitalar 

26 de Maio de 2017

8:30 às 9:30 – Mesa Redonda

 Parceria saúde e educação – Por que é tão relevante?

Coordenador: Prof. Dr. Clóvis Eduardo Tadeu Gomes

– Emergência das Doenças Crônicas na Infância e Adolescência

Profa. Dra. Ana Lucia Goulart

– Unidade de Diálise do HU/HSP – uma experiência exitosa

Profa. Dra. Maria Cristina Andrade

– A criança e o adolescente vítima de violência – quando suspeitar?

Profa. Dra. Soraia Tahan

9:30 às 10:30 – Mesa Redonda

O Papel e Ações das Associações no Processo de Desenvolvimento dos Alunos em Situação de Doenças Crônicas

Instituto Mauricio de Sousa – Representante: Roberto Ruggeri

Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia – ABRALE – Representante: Melissa Pereira;

Hospital Emilo Ribas – Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo – Representante: Profa. Dra. Marinella Della Negra

ACREDITE – Associação Amigos da Criança com Doenças Reumáticas – Representante: Leda Pinheiro

10:30 às 11:00 – Intervalo – Sessão Pôster/ Visitação à Galeria

11:00 às 12:00 – Conferência

Profa. Dra. Maria Teresa Eglér Mantoan 

12:00  às 12:30 –  Intervalo – Sessão Pôster

Projeto Fuxico

14:00 às 16:00 – Workshop

O que significa perfil profissional????

Laise Nucci – Coordenadora de Recursos Humanos SPDM – Hospital São Paulo 

16:00 às 17:00

A Campanha de Incentivo ao Escolar em contínuos Tratamentos de Saúde e suas Repercussões na Formação Profissional para o Trabalho com Alunos em situação de contínuos Tratamentos de Saúde

Alunos do Curso de Pedagogia Hospitalar:

Maria Aparecida Monson- Monitora

Heber Rocha Soares

Márcia Regina Duarte Tordin

Monica Madeira Freitas

Tecnologia da Informação como elo entre a Classe Hospitalar e a Escola Regular

Profa. Dra. Adriana Garcia  – UFSCAR

17:00 às 18:00 – Conferência

Prof. Dr. Marcelo Gomes

Conferência: Emoções e Aprendizado  Implicações na criança sob cuidados contínuos de saúde.

 Encerramento

Profa. Dra. Léa Chuster Albertoni – Gestora do Programa de Atendimento Pedagógico e Educacional ao Escolar em Tratamento de Saúde do Departamento de Pediatria EPM/UNIFESP – HU Hospital São Paulo
Coordenadora – Área da Educação

Profa. Dra. Ana Lucia Goulart – Chefe do Departamento de Pediatria da EPM/UNIFESP
Coordenadora – Área da Saúde

Participação Especial – Convidado Estrangeiro:

Cristian Marchant
Coordinador Académico de la Fundación Carolina Labra

Palestrantes Confirmados:

Profa. Dra. Maria Teresa Eglér Mantoan

Prof. Dr. Lino de Macedo

Profa. Dra. Eneida Simões da Fonseca

Profa. Dra. Adriana Garcia

Participação Especial:

Departamento de Recursos Humanos – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina- SPDM

Alunos e Ex-alunos do Curso de Extensão de Pedagogia Hospitalar UNIFESP: R$ 80,00 (mediante a confirmação)

Profissionais da Área: Até 18/05 R$ 150,00

A partir de 19/05: R$ 170,00 (valor da inscrição realizada no local)

Informações aos congressistas

Data limite para envio de trabalhos: 05/05/2017. Os trabalhos deverão ser encaminhados ao endereço eletrônico: congresso.classehospitalar017@gmail.com até o dia 10/05/2017

Após o dia 10 de maio será divulgada no site http://www.spdm.org.br/educacao a relação completa dos trabalhos aprovados. Neste mesmo site será possível obter e imprimir a Carta de Confirmação do Trabalho. Ademais, em 22 de maio estará disponível neste local a relação das salas, dias e horários das apresentações.

No momento da inscrição, o autor deverá informar sua opção de forma de apresentação de seu trabalho, ou seja, na forma Pôster ou Tema Livre Oral.

Normas para elaboração dos Resumos nas modalidades Pôster e Temas Livres e Orais
• Todo trabalho deve ser enviado em arquivo Microsoft Word, fonte Times New Roman, tamanho 12, cor preta, espaço simples, com a seguinte formatação: Título em Negrito, com letras em CAIXA ALTA e justificado à esquerda, deixar espaço de uma linha. Na linha seguinte, informar nome completo do (s) Autor (es) e Orientador, alinhados à direita. Na linha abaixo, informar o nome da Instituição, cidade, estado. Os resumos deverão conter no máximo 300 palavras incluindo espaços, títulos e corpo do trabalho. As margens (superior, inferior, direita e esquerda) devem ser de 2,5cm.
O Orientador, quando for o caso, deverá estar nominado como último Autor. Incluir de 3-5 palavras-chaves (descritores), ao final do trabalho. O resumo deverá incluir referências bibliográficas (de acordo com as normas da ABNT – 2002). Também deverá constar o endereço completo, telefone e e-mail do autor principal, para possível publicação.

  • Deverão ser encaminhados dois arquivos. O primeiro arquivo deverá ser completo e o segundo ser elaborado sem nomes e identificações dos autores avaliação na modalidade cega.
    • Os resumos devem ser confeccionados, conforme modelo a seguir, em português em arquivo Microsoft Word (.doc ou .docx) com espaçamento simples.

Orientação Geral aos Autores:

  • Não será permitido alterações do conteúdo dos resumos após a conclusão do processo de submissão dos trabalhos para apreciação da Comissão Científica.
    • Os resumos devem ser elaborados na seguinte estrutura: Título do trabalho: margens justificadas e letras em “caixa alta e baixa” e em negrito.
    • Autores e coautores com SOBRENOME EM “CAIXA ALTA”, seguido de vírgula e das iniciais, também em “caixa alta” seguidas de ponto. A citação de Autor e Coautor deve ser separada por ponto e vírgula. As instituições de vínculo do autor e dos coautores devem ser elencadas logo abaixo deles, identificadas por números sobrescritos após a última inicial de cada autor.
    Na sequência, na próxima linha, deve constar o endereço eletrônico do autor inscrito.
    • O autor do trabalho deverá estar inscrito no Evento antes do envio do trabalho, e no resumo, este deverá estar sublinhado.
    • O resumo inicia-se duas (02) linhas abaixo da identificação dos autores e deve ter a seguinte estrutura: Introdução, Material e Métodos/Relato(s) de Caso(s), Resultados e Discussão, Conclusão.
    • Os resumos não deverão conter referências bibliográficas, tabelas, gráficos ou figuras.
    • Não utilizar subtítulos no texto (Introdução, Material e Método, Resultados…).
    • O resumo em documento WORD deverá ser enviado duas vezes tal como disposto no item 2 destas normas.
    • As informações contidas nos resumos devem ser cuidadosamente revistas pois serão publicadas nos Anais exatamente como foram submetidas.
    • O título deve ser claro, breve, e indicar a natureza do trabalho.
    • Somente serão apresentados e publicados nos Anais os trabalhos selecionados pela Comissão Científica e dentro das normas estabelecidas.
    • Todos os trabalhos enviados ao congresso serão revisados por três membros da Comissão Científica preservando-se a identidade dos autores (avaliação cega)
    • O autor apresentador regularmente inscrito fará jus ao certificado disponibilizado no site (www.congressosbdv.com.br) logo após o término.

Local das Apresentações dos Trabalhos Científicos: Salas 1 e 2 do Complexo SPDM
Os trabalhos deverão ser enviados exclusivamente via correio eletrônico (e-mail)

Modalidade de Trabalho
Poster

  • Pôster:

Tempo de apresentação: 2h de fixação. Dimensões máximas do pôster/painel: 1,00 x 1,30m (largura x altura). Estrutura do pôster: Resumo de até 300 palavras deverá conter: Introdução, Objetivos, Metodologias, Resultados e Conclusão.
Obs.: não serão permitidos gráficos, figuras e tabelas nos resumos. Entretanto, a restrição de gráficos, figuras e tabelas é apenas para o arquivo enviado para a aprovação e publicação. Quanto à apresentação, pôsteres e temas livres orais podem utilizar elementos visuais como gráficos, figuras e tabelas.
As questões estéticas e visuais das apresentações de Pôsteres são de livre escolha individual de cada autor, desde que sejam respeitadas as dimensões determinadas.
Normas para elaboração de Pôster nas modalidades:
.A -Relatos de Experiência
B- Pesquisas Concluídas ou em Andamento
Instruções para elaboração de Pôster (ambas as modalidades):
• Dimensão: o tamanho recomendado é largura 85 cm (largura) x 100 cm (altura). O material deverá ser adequado à fixação com fita dupla-face ou similar.
• Fonte Arial tamanho 20 ou superior.
• Configuração:
• Título
• Nome completo e endereço (e-mail) de todos os autores.
• Identificação da instituição onde a experiência a ser relatada ou da pesquisa foi ou está sendo conduzida:
• Identificação do local onde o trabalho a ser exposto foi realizado: casas de apoio, hospitais, ambulatórios, domicílios ou escolas
• Composição:
Para a modalidade: Relatos de Experiência
Itens: Resumo, objetivos, relato da proposta pedagógica e educacional segundo: planejamento das atividades, discussão, conclusão e resultados das ações realizadas. Palavras- chave: de três a cinco.
Para a modalidade Pesquisas Concluídas ou em Andamento:
Itens: Resumo, objetivos, material e métodos, resultados e discussão; conclusões e referências bibliográficas;
Informar a instituição de fomento, se houver
Palavras-chave: de três a cinco.
Para cada pôster estará reservado, no dia da apresentação, um espaço identificado com um número.
Os horários de apresentação constarão da programação geral.
Na data programada, o autor deverá levar o pôster já pronto e fixá-lo no espaço sinalizado. Os pôsteres devem ser fixados pelos autores com, no mínimo, 30 minutos de antecedência, de forma que a apresentação possa ser iniciada no horário programado.
O autor apresentador, regularmente inscrito, deverá entregar o Pôster à Comissão Organizadora no local do evento, no dia marcado para sua apresentação e caso necessário, será comunicado e deverá estar disponível para elucidação de dúvidas em data previamente estabelecida pela Comissão Científica.
Apresentação:
Durante a apresentação, será necessária a presença constante de, no mínimo, um dos autores junto ao pôster para atender ao público interessado e fazer a sua integração com os demais autores da sessão.
O pôster somente deverá ser retirado após o término da sessão.
O número máximo de autores por pôster é de seis (6) pessoas.

 

Eixos Temáticos do Congresso

– A Reinserção Escolar do Aluno com Doenças Crônicas na Perspectiva da Educação Inclusiva;

– Integração Saúde e Educação na Escola;

– Perfil Profissional e a Demanda do Trabalho nas Classes Hospitalares;

– Classe Hospitalar e a Escola Regular: Construindo Parcerias

Orientações para Participação da Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças em Contínuo Tratamento de Saúde

Projeto Piloto:

Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios  – SÃO PAULOABRIL/2017

APRESENTAÇÃO: O trabalho pedagógico e educacional realizado nas Classes Hospitalares baseia-se em práticas que permitem melhores condições para o reingresso de alunos à escola regular, uma vez que elas atuam sobre necessidades e/ou dificuldades de aprendizagem, resgatando o prazer de aprender e, consequentemente, melhorando a qualidade de vida. Promover a parceria entre as Classes Hospitalares e as Escolas Regulares torna-se essencial no combate à evasão escolar e favorece a continuidade do desenvolvimento evolutivo desses alunos. Na mesma proporção de importância, destaca-se o apoio das ações que aproximem os profissionais das áreas da Saúde e da Educação no âmbito público e privado para que os direitos básicos de crianças e adolescentes sejam respeitados. É sob essa perspectiva que comemoramos a Semana Municipal de Conscientização dos Direitos da Criança e do Adolescente em Atendimento Pedagógico Contínuo em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios, que é celebrada na quarta semana do mês de maio, conforme Lei nº 16.530, de 08/08/2016, de autoria do vereador Aurélio Nomura.

Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios

Neste ano de 2017lançamos a Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Permanente Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios que se inicia como Projeto Piloto, abrangendo as Escolas Públicas da Capital e Grande São Paulo, assim como alunos e professores das classes hospitalares, como oportunidade de reflexão sobre essa modalidade de atendimento educacional, que é Direito à Saúde e Educação de nossos alunos.

OBJETIVOS ESPECÍFICOS:

  • Trata-se de um projeto piloto que contará com a participação de Classes Hospitalares e Escolas vinculadas a Rede  Estadual de Ensino e da Rede Particular.
  • Palavras chave: Direito Educação, Saúde, Inclusão, Doença Crônica.

PARTICIPAÇÃO ESPECIAL DAS ESCOLAS ESTADUAIS:

  • E. Washington Luiz Pereira de Souza – D.E. Arujá
  • E. Prof. Pedro Voss – D.E. Centro Sul
  • Classe Hospitalar – Santa Casa de Misericórdia de Limeira – D.E. Limeira
  • E. Victor Oliva – Hospital Emílio Ribas – D.E. Centro Sul
  • E Caetano de Campos Aclimação – D.E. Centro Sul
  • E Dr. Murtinho Nobre – D.E. Centro Sul
  • E. Padre Afonso Paschotte – D.E. Mauá
  • E. Nossa Senhora Aparecida – D.E. Centro Sul
  • UNIP – Universidade Paulista
  • COPI- Colégio Paulista

Comissão Organizadora da Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Contínuo Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios

 

Léa Chuster Albertoni

Aparecida Soares Cabral Monson

Marcia Gambôa

Alzira Held

 

 Comissão dos Alunos do Curso de Extensão em Pedagogia Hospitalar-UNIFESP que participam da Campanha

Heber Rocha Soares

Roseli Rodrigues de Lima e Silva

Márcia Regina Duarte Tordin

Monica Madeira Freitas

Silvia  Milena Miranda da Costa

Silmara Borges da Silva Franco

Renato dos Santos Paladini

COORDENAÇÃO:

Professora Afiliada do Departamento de Pediatria EPM/UNIFESP

Gestora do Programa de Atendimento Pedagógico e Educacional ao Escolar em Tratamento de Saúde do – do Departamento de Pediatria-EPM/UNIFESP /HU Hospital São Paulo.

PATROCINADORES:

Datas do Evento

Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças e Jovens em Tratamento de Saúde em Hospitais, Ambulatórios e Domicílios – Inicio: 10/04/2017

2º Congresso do Estado de São Paulo no Apoio ao Escolar em Tratamento de Saúde – de 25/05/2017 à 26/05/2017

Local do Congresso

SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina – Prédio Corporativo
Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 – 2º SS – Vila Clementino – SP
tel: (11) 5084-8964

Garanta Já Sua Vaga

Garanta Já Sua Vaga

Inscrições Encerradas

Apoio

By |Comentários desativados em 2º Congresso do Estado de São Paulo no Apoio ao Escolar em Tratamento de Saúde & Campanha de Incentivo à Escolarização de Crianças em Contínuo Tratamento de Saúde

Ensino médico no Brasil: mais de 100 anos de atraso

Na trajetória mundial, há exemplos bem interessantes de países que resolveram tratar os problemas de saúde com o amargo remédio da quantidade e só tiveram problemas, além de perder tempo. Em meados de 1900, os Estados Unidos, então com 87 milhões de habitantes, e o Canadá, ainda sob domínio britânico, com população de 6 milhões, tinham 160 faculdades de medicina com ensino precário, mal equipadas e corpo docente de baixa qualidade.

Quando perceberam que semeavam o caos ao formar médicos aos montes, mas sem conhecimento suficiente, contrataram Abraham Flexner (1866-1959) para elaborar um minucioso estudo do problema e propostas de solução. Foi assim que, após quatro anos, surgia o histórico Relatório Flexner, base da reforma que consumiu mais 25 anos para colocar a casa em ordem, com o fechamento de cerca de 100 desses cursos e o estabelecimento de parâmetros de qualidade para o ensino da medicina.

No Brasil, faz algumas décadas, passamos por crise semelhante. Seguidos governos, com diversas ideologias, apostam em quantidade, em vez de priorizar a qualidade e o financiamento adequado para atender às demandas de saúde da população.

Nos últimos 44 meses (até agosto deste ano) alcançou-se um recorde jamais visto na história deste país. Neste período foi autorizado o funcionamento de 62 novas faculdades médicas. O Brasil, do ano 2000 até agora, abriu 136 cursos de medicina. Há algo claramente errado nesse processo: hoje, temos 242 escolas médicas, mais da metade nasceram nos últimos quinze anos; as demais, nos cinco séculos anteriores.

O equívoco não atinge somente a graduação. O Governo Federal trabalha em passo acelerado para ampliar o número de vagas de Residência Médica em todo o país.

A residência médica é uma modalidade de ensino de pós-graduação destinada a médicos, sob a forma de curso prático-teórico de especialização, com direito a bolsa de estudos. Funcionando em instituições de saúde, como hospitais-escola, os pós-graduandos realizam atividades profissionais, sob a orientação de médicos preceptores especialistas.

Na carona do programa “Mais Médicos”, já foi anunciada a criação de 2.822 vagas, sendo, de um ano para cá, 1.609 no Estado de São Paulo.

A necessidade de haver vagas de Residência Médica para todos os graduados em medicina é reivindicação antiga das entidades médicas. Entretanto, deve se dar como parte de uma intervenção organizada, com estrutura adequada à boa formação. A proliferação de vagas de forma anárquica e sem critérios preocupa; há boa probabilidade de riscos de danos à saúde e à vida dos usuários dos serviços brasileiros de atenção à saúde, uma vez que tal açodamento pode significar busca populista de mão de obra barata aos cidadãos.

A Sociedade de Pediatria de São Paulo (SPSP) já está trabalhando para criar parâmetros mínimos de qualidade a serem seguidos em todos os centros de treinamento para que a especialização em Pediatria seja a mais próxima da excelência. Os programas de Residência Médica devem buscar o aperfeiçoamento progressivo do padrão profissional e científico de médicos, bem como da assistência ao paciente. A base começa com infraestrutura adequada e com preceptores (médicos responsáveis por conduzir, orientar e supervisionar a formação dos médicos residentes em suas especialidades) competentes e habilitados, critérios que o inchaço abrupto não possibilita.

No Brasil a conclusão de um Programa de Residência Médica confere ao médico o título de especialista na área cursada, e no sentido de consolidar os conhecimentos adquiridos e dar credibilidade junto a seus pares, ele realiza as provas elaboradas pela especialidade afim, que, no caso da Pediatria, é a Sociedade Brasileira de Pediatria.

O Título de Especialista em Pediatria, obtido por meio da Sociedade Brasileira de Pediatria, confere ao seu detentor credibilidade para sua atuação profissional, tornando o paciente menos vulnerável.

É imperioso que haja efetividade no ensino. Por isso, nossa vigilância neste momento é para que haja preceptores qualificados para orientar o treinamento. Só dessa forma formaremos profissionais de qualidade para assistir à criança e ao adolescente, em vez de utilizar a Residência somente como mão-de-obra barata. Os residentes devem ser sujeitos de treinamento e não objetos de trabalho pouco qualificados.
A SPSP considera imperioso participar ativamente do processo de criação das vagas, inclusive oferecendo parâmetros e sugestões à Comissão Nacional de Residência Médica do Ministério da Educação. Afinal é sua missão zelar pela qualidade dos futuros pediatras e pela assistência competente às crianças e adolescentes.

Inclusive temos promovido qualificadas discussões e elaborado projetos de treinamento de preceptores para que eles, por sua vez, possam adequadamente treinar seus residentes.

A população brasileira de crianças e adolescentes, bem como os jovens médicos que decidem tornarem-se pediatras, merecem todo esse respeito de uma sociedade científica e ética.

Drs. Mário Roberto Hirschheimer, Clóvis Francisco Constantino e Ana Cristina Zollner, respecticamente presidente, vice-presidente e primeira secretária da Sociedade de Pediatria de São Paulo

By |Comentários desativados em Ensino médico no Brasil: mais de 100 anos de atraso