Clipping

Hospital Ouro Verde amplia em 52% número de procedimentos mensais

 
O Complexo Hospitalar Ouro Verde aumentou em 52% o número de procedimentos mensais. O hospital saiu de 56.565 procedimentos em janeiro de 2012 para 86.183 em outubro. O aumento tem relação direta com a abertura de leitos da unidade, que eram 131 no começo do ano e agora são 199.



“A inoperância do Ouro Verde foi um dos desafios que conseguimos vencer nesta gestão. Ele era um hospital que não saía de 50% de sua capacidade e hoje funciona com cerca de 85%. Para o próximo ano, estamos planejando 100% de ocupação”, disse o secretário de Saúde, Fernando Brandão.



“O aumento de procedimentos mostra claramente um aumento no número de pacientes. O Ouro Verde cresceu muito e vai continuar assim já que a partir do ano que vem ele deve chegar à sua capacidade máxima. Durante o segundo, semestre novas equipes foram contratadas e isso propiciou muito mais atendimentos”, disse o diretor técnico do hospital, Gustavo Guth.



O número de procedimentos não é o número de pacientes, já que o mesmo usuário geralmente faz mais de um procedimento no hospital.



Clínica Cirúrgica



O maior crescimento foi registrado na Clínica Cirúrgica, que saiu de uma média de 44 atendimentos por dia em janeiro para 181 em outubro, 311% a mais. O local é onde os pacientes ficam no pré e no pós-operatório.



Em consequência disso, o número de cirurgias no local também cresceu. Foram 158 em janeiro, contra 306 em outubro, um aumento de 94%. Até outubro, o hospital fez 1.782 cirurgias no local. “Este aumento se deu principalmente pelo aumento de leitos, que saíram de seis para 15 no setor”, explicou Guth.



Reabilitação Física



A Reabilitação Física da unidade também teve grande crescimento. Foram 13.822 procedimentos em outubro, contra 4.275 em janeiro. A área abrange fisioterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e osteopatia.



O atendimento da ortopedia também cresceu: 196%. De uma média de 146 procedimentos por dia, em janeiro, para 432 em outubro. Na especialidade os leitos passaram de 14 para 20.



UTI



As Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de adultos tinham 10 leitos e hoje tem 20 leitos e os procedimentos saíram de 280 para 479 por mês, aumento de 71%. Na UTI pediátrica, o aumento foi de 31%, de 130 para170 procedimentos.



O único setor que apresentou queda foi a Sala Amarela, mas a diminuição é positiva já que o local é onde alguns pacientes esperam por leitos. Quanto mais leitos disponíveis, menor a necessidade de utilização.



Aditamento



Em junho o prefeito Pedro Serafim assinou junto ao Ministério da Saúde e a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM) – que administra a unidade em cogestão com a Secretaria de Saúde – um termo aditivo que aumentou o repasse para a unidade.



A capacidade de verba mensal saiu de R$ 4,9 milhões para R$ 7,5 milhões. Todo o investimento vem do Governo Federal.



“O Ouro Verde vem se mostrando muito eficiente, principalmente para diminuir as filas das especialidades. Ele também foi uma ferramenta importante para sustentar a urgência e emergência neste ano”, explicou Brandão.



Aumentos nos procedimentos



Pacientes internados 44%



Clínica Médica 49%



UTI Adulto 71%



Pediatria 4%



UTI Pediátrica 31%



Psiquiatria 54%



Ortopedia 196%



Clínica Cirúrgica 311%



Laboratório 55%



Centro de Imagem 25%



Exames Especializados 68%



Reabilitação Física 223%



Cirurgias Centro Cirúrgico 94%



Cirurgias UCA* 40%



Pronto Socorro 17%



Atendimento Ambulatorial 42%



Observação 6%



Observação Infantil 26%



Sala Amarela -4%
 

Isolamento 10%




   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032