Clipping

Técnica usa labirinto para tratar estresse e tensões emocionais

Meditacao Caminhando no LabirintoCriado por antigas civilizações o labirinto também pode ser usado como processo terapêutico para relaxar as pessoas. No município de Taboão da Serra, o Projeto Labirinto, que funciona dentro do Hospital Pirajussara, dedica-se a tratar pacientes com essa técnica.

A terapia é indicada para quem deseja reduzir o estresse, exercitar relaxamento interior, melhorar a atenção e concentração. “Pessoas com doenças crônicas em geral podem se beneficiar dessa atividade, na medida em que ela ajuda a pessoa a lidar melhor com a sua própria doença. Isso, por sua vez, traz outros benefícios”, explica o Dr. Afonso Carlos Neves, neurologista e chefe do setor de neuro-humanidades da Unifesp.

Dr. Afonso Carlos Neves é o introdutor da prática no Brasil. “Desenvolvi essa atividade a partir de conhecê-la em outros países. Iniciei esse Projeto em 2001 no Hospital Pirajussara sob apoio da diretoria desse hospital”.

O projeto atende os colaboradores e conta com 13 anos de implantação.

Durante a “Meditação Caminhando no Labirinto” uma música apropriada é colocada para acalmar o ambiente, alguns fatores também são inseridos para estimular as pessoas a alcançarem o relaxamento.

Projeto é desenvolvido na Unifesp, oferecido ao público em geral
Os interessados podem participar gratuitamente. A atividade dura cerca de 30 minutos e acontece às terças-feiras, das 14h às 17h, na Rua Pedro de Toledo, 669 – Edifício de Pesquisa 2 da Unifesp, no Anfiteatro do Mezanino. A programação de cada sessão pode ser conferida no blog.

Fonte: Catraca Livre 

   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032