Dica Cultural

Como se Fosse a Primeira Vez – a arte da conquista diária

Como se Fosse a Primeira Vez – a arte da conquista diária

Após um acidente de carro, a professora de artes Lucy Whitmore (Drew Barrymore) ficou com uma sequela permanente: foi diagnosticada com amnésia retrógrada, condição que faz com que seu cérebro seja incapaz de criar novas memórias. As lembranças de Lucy vão até o dia do acidente. Depois disso é impossível para Lucy se recordar do dia anterior.

Seu pai e seu irmão, com a ajuda de amigos da moça, se esforçam por manter eternamente o dia em questão: armazenam muitas cópias do mesmo jornal, comemoram todos os dias o aniversário do pai, comem a mesma comida, tudo para poupar crises que acompanham a diária descoberta de sua condição.

Por outro lado, o descompromissado e frívolo Henry Roth (Adam Sandler), um biólogo marinho, é o maior paquerador do Havaí, que se dedica a conseguir encontros únicos com turistas em fim de férias, um eterno esforço em não criar relacionamentos, em não criar memórias.

Henry e Lucy se encontram por acaso, e ele se encanta pelo seu jeito meigo e alegre. Chamar sua atenção diariamente passa a ser um desafio e conquistá-la todos os dias é quase como uma ironia do destino, mas Henry se mantém firme e forte nesse propósito.

É um filme leve e divertido, um romance que consegue ser “água com açúcar” sem minimizar um tema sério, uma condição grave. Não é uma doença ficcional, mas um quadro raro, pouco conhecido. Em 15 de outubro de 2014, a inglesa Nikki Pegram deixava o hospital após uma consulta médica quando caiu por causa de um problema no joelho e bateu a cabeça em uma barra de ferro. Desde então, passa pelo mesmo drama da personagem de Drew Barrymore.

Para a inglesa, a ajuda de seu marido Chris Johnston também é fundamental. E ele também passa dia após dia conquistando sua esposa. Assim como no filme, o diário de Nikki é a ferramenta que a apresenta a si mesma todas as manhãs. Ela leva o filho na escola todos os dias, embora não saiba nem em que sala ele estuda, nem quem é sua professora.

Tanto na arte quanto na vida real, a esperança vem de pequenos avanços, pequenos flashes ou sombras de memória que surgem tão de repente quanto desaparecem.

Como se Fosse a Primeira Vez (50 First Dates, 2004), dirigido por Peter Segal, com Adam Sandler, Drew Barrymore, Rob Schneider, Sean Astin, Dan Aykroyd, Katheryn Winnick, Blake Clark, Maya Rudolph, Lynn Collins.

 7680
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032