Dica Cultural

Diário de uma paixão traz a história de um amor esquecido

Diário de uma paixão traz a história de um amor esquecido

Que bom seria se todos nós tivéssemos alguém para nos contar histórias de um diário quando nossa memória começasse a ser afetada por alguma doença.

A história de “Diário de uma paixão” (“The Notebook” no título original) começa com dois idosos, um homem e uma mulher, em um asilo. Ele está ali voluntariamente e relativamente bem com sua saúde, enquanto ela é uma interna e tem um quadro grave: Alzheimer. A doença neuro-degenerativa compromete as funções cognitivas, causando perda de memória, atenção, orientação e linguagem. Tudo isso afeta as relações sociais, o comportamento e a personalidade do paciente.

O homem se dedica a ir todos os dias ao asilo e ler um capítulo do diário para a idosa. Os relatos são sobre a história de amor de Allie (vivida por Rachel McAdams) e Noah (interpretado por Ryan Gosling), dois jovens que se conheceram na década de 40 em um parque de diversões e se apaixonam logo de cara. Eles vivem juntos um verão inesquecível, mas o amor é interrompido pelos pais de Allie, que não aceitam que a filha se relacione com um rapaz vindo de uma família menos abastada.

A jovem então é enviada para longe, mas, apaixonado, Noah continua escrevendo cartas para ela todos os dias durante um ano. No entanto, Allie nunca chega a receber as mensagens, já que todas as cartas eram interceptadas por sua mãe. Depois de não receber nenhuma resposta de sua amada, Noah decide escrever uma última carta de despedida. Allie também desiste de esperar por notícias de seu amor e acaba conhecendo um rico oficial, tudo o que sua família sempre quis.   

O tempo passa, Noah vai servir na 2ª Guerra Mundial e Allie fica noiva do soldado aprovado por seus pais. Depois de sete anos, e às vésperas do casamento da jovem, eles se reencontram e o amor, que na verdade nunca desapareceu, vem à tona novamente, dividindo o coração de Allie. De volta ao presente, enquanto ouve o romance sendo contado pelo homem que a visita todos os dias, a senhora com Alzheimer experimenta diferentes sensações e parece relembrar momentos de sua própria vida.

O Alzheimer não tem cura, mas tem tratamento e quando diagnosticado logo no início é possível retardar o avanço da doença e controlar seus sintomas. De acordo com a Associação Brasileira de Alzheimer, em torno de 35,6 milhões de pessoas no mundo tem a doença. No Brasil são cerca de 1,2 milhões de casos da doença, muitos sem diagnóstico.

O filme é baseado no romance de Nicholas Sparks, o autor que consegue surpreender e emocionar na maioria dos seus trabalhos. Vale a pena conferir este longa dirigido por Nick Cassavetes, que traz a linda história de uma paixão avassaladora e os efeitos do tempo sobre nossas vidas.

Diário de uma Paixão (The Notebook, 2004, EUA) dirigido por Nick Cassavetes, com Rachel McAdams, Ryan Gosling, James Garnes, Gena Rowlands, James Marsden, Joan Allen, Sam Shepard e David Thornton.

 3230
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032