Notícias

Homem recebe 1º transplante parcial de crânio do mundo

Homem recebe 1º transplante parcial de crânio do mundo

São Paulo – Médicos norte-americanos realizaram com sucesso o primeiro transplante parcial de crânio e couro cabeludo do mundo. É a primeira vez que uma pessoa recebe pedaços do crânio e do couro cabeludo de um doador humano, em vez de um implante ou enxerto artificial.

James Boysen recebeu o transplante do tecido craniofacial, bem como um rim e um pâncreas novos, depois que um câncer raro o deixou com um ferimento greve na cabeça. A cirurgia foi feita Hospital Metodista de Houston, no Texas.

Boysen foi diagnosticado em 2006 com leiomiossarcoma, um tipo de câncer que se desenvolveu no músculo liso de seu couro cabeludo. Mesmo com a quimioterapia e a radiação, ele ficou com um buraco de 25 por 25 centímetros em sua cabeça. Esse ferimento deixou seu cérebro vulnerável.

Para piorar sua situação, o rim e o pâncreas de James tinham parado de funcionar. Contudo, os médicos não podiam fazer um transplante com o crânio dele aberto.

Os medicamentos de supressão imunológica, que ele estava tomando para receber os órgãos, impediram que a ferida na sua cabeça melhorasse. Devido à situação complicada em que se encontrava Boysen, os médicos do Hospital Metodista de Houston e do Centro de Câncer Anderson MD decidiram combinar cirurgias.

"Esta foi uma situação clínica verdadeiramente única que criou a oportunidade de realizar esse complexo transplante", disse Anderson Selber, médico que atuou no transplante, num comunicado.

A cirurgia durou 15 horas e precisou de 50 profissionais – incluindo neurocirurgiões, cirurgiões plásticos e enfermeiros – para que os transplantes de crânio, couro cabeludo, rim e pâncreas fossem feitos.

"Foi uma cirurgia muito complexa porque tivemos de transplantar tecidos utilizando microcirurgia", disse o Dr. Michael Klebuc do Hospital Metodista de Houston.

“Imagine ter de conectar vasos sanguíneos de 0,15 centímetro com pontos minúsculos, que eram metade do tamanho de um fio de cabelo, sob um microscópio”, completou Klebuc.

Boysen já recebeu alta do hospital. No entanto, ele permanecerá em um centro de tratamento em Houston por várias semanas para que tenha todo o acompanhamento pós-cirúrgico necessário.

James disse que não acredita que já está andando, pois fez o transplante há apenas duas semanas. “Eu vou ter mais cabelo do que quando era jovem”, brincou Boysen em uma entrevista à Associated Press.

 

 

Fonte: EXAME.com

 9103
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032