Notícias

Evento destaca resultados alcançados pelo Programa Recomeço

Evento destaca resultados alcançados pelo Programa Recomeço

Desde 2013, o programa é referência nacional no combate à dependência química e atende mais de 3 pessoas mil por dia  

Em prol da Semana de Prevenção às Drogas, a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social de São Paulo, por meio do Programa Recomeço, lançou o vídeo “Para todo fim existe um Recomeço” e a “Revista Recomeço – 1º Edição 2018”. A iniciativa foi uma parceria com a Federação Brasileira de Comunidades Terapêuticas (FEBRACT).

A solenidade aconteceu na última segunda-feira (25) na Câmara Municipal de São Paulo e contou com a presença de importantes nomes ligados ao tema. Com o intuito de discutir os resultados dos cinco anos de atuação do Recomeço, os membros apresentaram perspectivas do programa, desafios na elaboração e implantação de métodos de prevenção, bem como estratégias de reinserção social do dependente químico. 

“Além do poder público, a sociedade civil organizada, a comunidade e a família precisam desenvolver ações conjuntas, com foco na prevenção e enfrentamento às drogas no Estado. A família é a base para a reconstrução do novo projeto de vida dessas pessoas”, ressalta Gilberto Nascimento, secretário de Estado de Desenvolvimento Social.

Para o coordenador do programa, Ronaldo Laranjeira, é importante que cada vez mais a sociedade oriente os jovens sobre os malefícios causados pela droga. “Eles precisam saber não só dos efeitos causados, como também qual é o impacto da mudança de seu comportamento através da mudança química de seu cérebro. O uso dessas substância desorganiza a química cerebral, sobretudo, de quem está em desenvolvimento”, completa.

 Prevenção e tratamento

Desde 2013, o programa é referência nacional no combate à dependência química e chega a atender mais de 3 mil pessoas por dia em todo Estado de São Paulo. A partir dele, são estabelecidas as formas de tratamento mais adequadas ao perfil do usuário de droga.

Um dos sistemas voltados para reinserção deste paciente se dá através do ingresso voluntário às Comunidades Terapêuticas. No total, o Estado possui mais de 50 unidades compostas por uma equipe multidisciplinar que atua de acordo com referencias teóricos e evidências científicas.

“Nós criamos uma metodologia de trabalho dentro dessas unidades por meio de uma parceria com FEBRACT”, explica Gleuda Polinário, coordenadora de Política sobre Drogas. Segundo ela, quanto mais atividades são realizadas durante o acolhimento, maiores são as chances desse paciente retomar sua vida próximo da família e, sobretudo, conseguir um emprego.

Enquanto isso, na capital paulista, um centro de referência no tratamento de dependência química é considerado a porta de entrada do Programa Recomeço no município. Localizado estrategicamente na região da Cracolândia, o Cratod oferece atendimento 24h por dia aos usuários que procuram ajuda médica e psicológica. 

A partir dali, muitos recebem o encaminhamento para tratamento de acordo com o seu quadro e o seu nível de intoxicação. Além das Comunidades Terapêuticas, ele pode ser direcionado a uma avaliação médica ou, em casos menos graves, para um Centro de Atenção Psicossocial (Caps) do município ou da própria instituição.  

“Ele é hoje, sem dúvida, o maior serviço de atendimento da América Latina. Ele atende 1,2 mil novos casos mensalmente. Ela faz mais de 2,5 mil internações anuais. É uma robustez hoje que nenhum outro serviço tem”, reitera o diretor da unidade, Marcelo Ribeiro.

 2143 1

 673
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032