Notícias

Orquestra emociona Hospital São Paulo no primeiro Música nos Hospitais de 2018

32e8ea8ca58d6453d517659bfef18b24

O projeto Música nos Hospitais está de volta! Nesta quarta, 8 de agosto, a Orquestra do Limiar deu o tom de alegria e comoção no Hospital São Paulo, na cerimônia de abertura da temporada 2018. Os músicos realizaram o concerto principal na Ala C da unidade, que esteve repleta de pacientes, familiares, médicos e outros profissionais da Saúde. Também os corredores do hospital receberam miniapresentações, com os músicos em pequenos grupos levando as canções a quem não podia sair dos leitos.

Antes, por ocasião da retomada do projeto, houve uma breve cerimônia de abertura. O presidente da Associação Paulista de Medicina (APM), José Luiz Gomes do Amaral, aproveitou para lembrar de seu nascimento: “Nós realizávamos, na sede da APM, um evento de música erudita. Certa ocasião, uma participante disse: ‘que pena que tantos colegas estejam nos hospitais e não possam participar aqui’. Ouvindo isso, pensamos em ir aos hospitais, onde estão os médicos, outros profissionais de Saúde e os pacientes.”

“Além disso, há a felicidade de a primeira apresentação da temporada acontecer no Hospital São Paulo, isso é muito importante. O hospital foi fundado pela Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM), que completa 85 anos, junto da Escola Paulista de Medicina (EPM). Então, estamos celebrando no melhor lugar. É sempre bom rever os músicos também. Disse ao Samir que estava com saudades”, completou Amaral.

José Roberto Ferraro, superintendente do HSP, lembrou que a primeira apresentação do Música nos Hospitais, há 13 anos, também ocorreu na instituição. “Acreditamos bastante que a música faz a diferença para os enfermos. Mas não só: também para os familiares, acompanhantes etc. Essa é uma atitude nota 10, dos músicos, da APM, do Aché, do Ministério da Cultura, de todos nós”, afirmou.

Antes do concerto começar, a representante do Aché – patrocinador do projeto –, Mariana Fernandes, agradeceu à APM pela oportunidade. “Gostaria de destacar que para nós, o Música nos Hospitais é motivo de muito orgulho. Ele reforça nosso propósito de levar mais vida às pessoas. Esperamos proporcionar mais leveza aos pacientes e familiares, impactando positivamente a vida de tantas pessoas.”

O concerto

A música soou já com J. S. Bach. A orquestra iniciou com a composição “Allegro do Concerto de Bradenburgo nº 3”, que segundo Samir Wady Rahme, médico e maestro da Orquestra do Limiar, tem a capacidade de “limpar o nosso HD interno”. Antes de seguir com Mozart, ele falou sobre a emoção de retomar as apresentações. “Nossa vontade, ao trazer a orquestra, é acender um incenso musical, fazendo com que o som permeie todo o ambiente hospitalar.”

Entre os pontos altos da apresentação, destacaram-se as reproduções de “Embolada das Bachianas Brasileiras nº 1”, de Heitor Villa-Lobos e arranjo de Luiz Amato, e de “Zorba o Grego”, de M. Theodorakis. Também foram tocadas canções de Bocherini, Shubert, Beethoven e Piazzola. Além de adaptações de músicas contemporâneas: “A Hard Days Night”, dos Beatles, “Despacito”, de Luis Fonsi, e “Será”, do Legião Urbana.

A Orquestra do Limiar é formada por Marcos Scheffel (spalla), Kleberson Buzo, Gabriel Gorun, Luiz Nascimento, Marcela Sarudiansky (violinos I), Wassi Carneiro, Jair Guarnieri, Tiago Paganini, Nikolay Iliev (violinos II), Everton de Souza, Daniele Benedecte (violas), Fabio Petrucelli, Mayara Alencar (violoncelos) e Thiago Hessel (contrabaixo). Além da regência de Samir Rahme.

Música nos Hospitais

Estudos publicados pela Associação Americana de Musicoterapia (American Music Therapy Association - AMTA) e pela Federação Mundial de Musicoterapia (World Federation of Music Teraphy - WFMT) indicam os efeitos positivos da música no funcionamento do organismo. Hoje, já se sabe que as atividades musicais melhoram o humor, potencializam a expressão e favorecem o aprendizado.

Pensando nisso, a APM organiza o Música nos Hospitais há 13 anos. O projeto é aprovado pelo Programa Nacional de Cultura (Pronac), do Ministério da Cultura, e é realizado em parceria com o Aché Laboratórios Farmacêuticos. Até o fim de 2018, o concerto passará por 13 instituições nos estados de São Paulo, Bahia e Ceará.

Desde 2004, o programa teve 176 concertos, em 21 cidades espalhadas pelo Brasil, contemplando 68 hospitais e reunindo cerca de 60 mil pessoas – entre médicos, profissionais de Saúde, funcionários das instituições, pacientes e familiares. Ao longo desses anos, a APM, junto aos seus parceiros, buscou impactar positivamente o dia a dia das pessoas nos hospitais e, desta forma, ampliar também o gosto pela música.   

Clique aqui e assista cobertura feita pela SPTV

Foto - B.Bustos Fotografia

 

 44
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032