Notícias

Durante o Setembro Verde, HMB promove capacitação sobre doação de órgãos e tecidos

Durante o Setembro Verde, HMB promove capacitação sobre doação de órgãos e tecidos

Abordagem médica e diálogo familiar são fundamentais para viabilizar a doação

A doação de órgãos é um assunto que atinge todos os tipos de pessoas, sem distinção de raça, idade, religião ou condição financeira. De repente, qualquer um pode precisar de um transplante. Tanto que, de acordo com o último relatório da Associação Brasileira de Transplantes de Órgãos (ABTO), mais de 32 mil pessoas aguardam por transplantes no país, sendo que apenas para rim, a fila é de 21.962 pessoas.

Em comemoração ao Setembro Verde, mês de conscientização sobre o tema, o Hospital Municipal de Barueri (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, realizou um treinamento para os seus colaboradores a respeito da doação de órgãos.

Organizado pela Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT), o objetivo do curso foi orientar a equipe multiprofissional, composta por médicos, enfermeiros, assistentes sociais e psicólogos, para que a unidade esteja preparada para lidar com a doação de forma profissional e ao mesmo tempo humana.

A fim de trabalhar todas as etapas da doação, as palestras foram divididas em quatro temas: “Comunicação de más notícias”, com a enfermeira Priscila Fucunaga; “Entrevista Familiar”, com o enfermeiro Edvaldo Leal; “Abertura do Protocolo de Morte Encefálica”, com o Dr. Rafael Becker; e “Manutenção do Potencial Doador”, com a Dra. Letícia Saes.

Justamente por ainda gerar dúvidas e esbarrar em limitações, como a falta de informação, o tema doação precisa ser trabalhado nos hospitais, pois apenas com conhecimento e preparo emocional, a equipe médica consegue oferecer, com respeito e sensibilidade, a doação como uma alternativa para a família.  

O assunto também precisa ser abordado principalmente em casa, já que não existe nenhum documento ou declaração feita em vida válida ou necessária para ser doador de órgãos e tecidos. A autorização é exclusivamente familiar, por isso, a intenção de ser doador precisa ser exposta à família sempre que possível, afinal é a única forma de garantir que a vontade do doador seja realizada e possibilitar a melhora da qualidade de vida de outras pessoas.  

Algumas curiosidades sobre a doação:

  • O que pode ser doado: coração, pulmões, fígado, pâncreas, intestino, rins, córnea, vasos, pele, ossos e tendões.
  • O órgão é retirado como se fosse uma cirurgia comum e o preenchimento é feito com uma prótese ou estrutura semelhante para garantir que o corpo do doador não fique deformado.
  • Não há idade para ser doador.
 372
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032