Notícias

Hospital Municipal de Uberlândia promove reflexão sobre a importância de acolhimento humanizado através da Semana de Cuidados Paliativos

Hospital Municipal de Uberlândia promove reflexão sobre a importância de acolhimento humanizado através da Semana de Cuidados Paliativos

Evento, que contou com a participação de profissionais da unidade e da rede municipal, teve palestras e mesas-redondas para discutir o tema sob diferentes aspectos

O Hospital e Maternidade Municipal Dr. Odelmo Leão Carneiro, unidade da Prefeitura de Uberlândia administrada em parceria com a SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, promoveu no início de novembro a 1ª Semana de Cuidados Paliativos da unidade.

Entre os dias 5 e 8 de novembro, colaboradores do Hospital e da rede municipal de saúde discutiram a importância dos cuidados paliativos, buscando a divulgação das práticas e focando em como proporcionar um acolhimento mais humanizado tanto para os pacientes quanto para a família.

As atividades foram conduzidas por profissionais de diferentes setores e incluíram a apresentação da Comissão de Cuidados Paliativos da unidade, palestras sobre os princípios e fundamentos dos cuidados paliativos, sedação paliativa, a comunicação como estratégia de cuidado, a abordagem ao luto, o uso de hipodermóclise e manejo de opioides, além do controle de sintomas frequentes durante os cuidados paliativos. Houve também uma mesa redonda sobre as atuações da equipe multiprofissional nos cuidados paliativos.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) define Cuidados Paliativos como uma forma de assistência que visa melhorar a qualidade de vida de pacientes e familiares que enfrentam doenças que ameacem a continuidade da vida. Não significa retirar ou negar às pessoas o tratamento médico, mas discutir, refletir e ponderar sobre os tratamentos adequados para cada paciente em cada fase da doença. Na fase final da vida, os cuidados paliativos são primordiais e indispensáveis. As ações são sempre desenvolvidas por uma equipe multiprofissional e incluem medidas terapêuticas para o controle dos sintomas, alívio dos sofrimentos, acolhimento psicológico, apoio social e espiritual ao paciente e a sua família do diagnóstico ao óbito.

 112
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032