Notícias

Motoristas e cobradores de ônibus participam de campanha de prevenção de quedas em idosos

Motoristas e cobradores de ônibus participam de campanha de prevenção de quedas em idosos

AMEs Idoso Oeste e Sudeste participam de ação conjunta realizada por equipamentos voltados para a saúde do idoso

Na semana que marcou o Dia Mundial de Prevenção de Quedas (24/6), uma ação conjunta entre equipamentos voltados para a saúde do idoso promoveu uma campanha voltada para motoristas e cobradores de ônibus da cidade de São Paulo. O objetivo foi de conscientizá-los sobre as quedas sofridas por idosos no transporte da cidade e prevenir esses acidentes.

O relatório Global da Organização Mundial da Saúde sobre prevenção de quedas para a pessoa idosa mostra que a frequência das quedas em pessoas acima de 65 anos é de aproximadamente 28% a 35%, o que aumenta para cerca de 32% a 42% para a faixa etária com mais de 70 anos. Segundo a Sociedade Brasileira de Geriatria e Gerontologia, cerca de 30% dos idosos já sofreram alguma queda e, desses, 50% acabam ficando com a mobilidade reduzida.

Os Ambulatórios Médicos de Especialidades Idoso Oeste e Sudeste, geridos pela SPDM – Associação Paulista pra ao Desenvolvimento da Medicina, participaram da ação, que foi um projeto-piloto.

Foi feito um mapeamento de garagens de ônibus em São Paulo, onde equipes do Instituto Paulista de Geriatria e Gerontologia e do Centro de Referência do Idoso da Zona Norte orientaram e informaram os funcionários sobre o tema, com a apresentação de vídeos, palestras, aplicação de questionários e simulando situações.

Durante as dinâmicas, os funcionários assistiam a um vídeo em que o diretor clínico do AME Idoso Sudeste, Eduardo Cruz, fornece dados e explica as principais situações em que as quedas acontecem no transporte coletivo. Também foi apresentado um vídeo com depoimentos de idosos que já sofreram quedas em ônibus e contam sua experiência.

As garagens selecionadas para receber o treinamento disponibilizaram um ônibus para que a equipe promovesse simulações envolvendo os próprios motoristas e cobradores. Os funcionários então utilizavam pesos, óculos para prejudicar a visão, andadores e outros objetivos que mostravam quais são as dificuldade que um idoso tem para subir, descer e se locomover dentro do ônibus.

A equipe também aplicou um questionário entre os profissionais da empresa de transporte coletivo com perguntas relacionadas ao que fazer caso um idoso sofra uma queda e questões para combater o preconceito contra a pessoa idosa, chamado de ageísmo. Os treinamentos ocorreram em garagens das zonas norte e leste de São Paulo.

O AME Idoso Sudeste está abordando o assunto entre os frequentadores da unidade também, utilizando cartazes para orientar e informar pacientes e cuidadores sobre o assunto. O tema está sendo tratado nas atividades, que já acontecem normalmente na unidade, de educação física, fisioterapia, terapia ocupacional, psicologia, nutrição e enfermagem.

 574
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032