Notícias

No Dia da BCG, HMB reforça a importância do estudo dessa vacina contra a Covid-19

No Dia da BCG, HMB reforça a importância do estudo dessa vacina contra a Covid-19

Profissionais de qualquer unidade de saúde podem participar do projeto 

Nesta quinta-feira (1/7) é celebrado o Dia da Vacina BCG, que protege contra a tuberculose, uma doença contagiosa que afeta pulmões, ossos, rins e meninges (membranas que revestem o sistema nervoso). Além disso, o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações (MCTI) está realizando um estudo para avaliar se essa vacina previne também a infecção do novo coronavírus ou se impede o desenvolvimento das formas graves da Covid-19, já que países que não tiveram a BCG no calendário vacinal apresentaram maior taxa de letalidade pela Covid-19 em comparação com países que mantêm o uso da vacina. 

E o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM - Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, é um dos polos de atendimento para o estudo, que tem como foco os profissionais que atuam em unidades de saúde, devido à maior possibilidade de contato com o novo coronavírus. Portanto, o projeto, que será finalizado em 31/7, engloba médicos, enfermeiros, funcionários administrativos, de segurança, hotelaria, manutenção, cozinha e outros setores de qualquer unidade de saúde da região.  

A vacina BCG é ofertada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e deve ser aplicada até os quatro anos de idade. “Como a BCG faz parte do calendário vacinal, praticamente toda a população já recebeu essa vacina. E muitas pessoas têm dúvida se podem tomar a vacina novamente. Então, é importante destacar que não há qualquer problema em receber a vacina mais uma vez”, esclarece Denilda Ferreira, enfermeira de pesquisa do HMB. 

Para participar, o voluntário não pode ter tido Covid-19 e em relação à imunização, precisa ter tomado as duas doses das vacinas, aprovadas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), contra a Covid-19 ou nenhuma dose até o dia da aplicação da BCG.  

O interessado pode contatar a equipe do hospital por meio do WhatsApp (11) 99525-3434, para agendar a coleta de exames de sangue e PCR, que diagnosticam a Covid-19, ou ir diretamente no setor de pesquisa, localizado no 1º andar do Centro de Hemodiálise, entre 8h e 22h, de segunda à sexta-feira. Vale destacar que o HMB possui estacionamento gratuito, com mais de 370 vagas para carros, que pode ser utilizado pelo voluntário durante o período dos exames.  

Após avaliação clínica e resultado dos exames, o voluntário terá que assinar um Termo de Consentimento e receberá a vacina BCG ou placebo. O participante será assistido pela equipe de pesquisa do HMB e será contatado constantemente durante o desenvolvimento do estudo.  

Ilana da Silva, auxiliar administrativo do agendamento interno, resolveu participar do estudo devido ao avanço da pandemia. “A Covid-19 é uma doença nova e eu acho que precisa mesmo ser estudada. E se eu posso contribuir, por que não colaborar? Pensei em participar justamente para ajudar o próximo”, explica.  

“O que mais me atraiu no projeto foi a possibilidade de a BCG potencializar a vacina contra a Covid-19. Acredito que as duas vacinas juntas podem representar um avanço nos estudos. Se os números de casos diminuírem, toda a população é beneficiada”, comenta William Tagliatti, assistente do Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU). A coordenadora do SAU, Monique Cardoso, também contribuiu com a pesquisa. “Eu penso que esse estudo é muito importante porque nós, que estamos na linha de frente, podemos cooperar com outros profissionais. Essa ação pode ajudar e fazer bem para muitas pessoas”, informa.  

Vale destacar que a BCG é uma vacina amplamente utilizada pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e que os efeitos colaterais são mínimos, como dor de cabeça e ardência no local da aplicação. Porém, diante de qualquer reação adversa, o voluntário poderá acionar a equipe de pesquisa, pois a participação do estudo concede acesso direto ao Pronto-Atendimento do HMB no período de um ano, já que qualquer mudança no estado de saúde deverá ser avaliada pela equipe médica da unidade.

 624
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032