Notícias da SPDM

Hospital São Paulo é premiado por liderar pelo terceiro ano consecutivo a captação de doadores de órgãos

Hospital São Paulo é premiado por liderar pelo terceiro ano consecutivo a captação de doadores de órgãos

Serviço é responsável por 23% dos doadores do estado em 2015

A Organização de Procura de Órgãos (OPO) do Hospital São Paulo/Escola Paulista de Medicina (HSP/EPM) segue pelo terceiro ano consecutivo como o serviço que mais capta doadores de órgãos no estado de São Paulo. Até o dia 21 de setembro, foram 506 notificações e 141 doações, as quais representaram 23% do total de 614 doadores viáveis (que tiveram pelo menos um órgão aproveitado em cirurgia de transplantes), de acordo com dados do Sistema Estadual de Transplantes.

O serviço foi premiado, em setembro, pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo como a melhor Organização de Procura de Órgãos da capital paulista, no prêmio Destaque em Transplantes e Captação de Órgãos 2015. Além disso, o Hospital foi premiado como destaque na capital devido à sua atuação em transplantes de córnea.

Todo o trabalho realizado pela equipe da OPO é feito de forma humanizada, apoiando os familiares e acompanhando todo o processo de doação de órgãos e tecidos. “Nunca é demais frisar para quem deseja doar órgãos que avise sua família sobre isso. Afinal, a doação é autorizada apenas na entrevista familiar”, afirma José Medina Pestana, Coordenador do serviço.            

A OPO do Hospital São Paulo atua em um grupo de hospitais de sua área de abrangência, realizando atividades como identificação de potenciais doadores de órgãos (pacientes com morte encefálica) e de pessoas que tiveram parada cardiorrespiratória.

“Nós intensificamos as visitas eletivas nos hospitais, visitando todos os dias, em média, cinco unidades em nossa área de abrangência, levando informações sobre o processo de doação de órgãos aos trabalhadores da área de saúde, como Médicos, Enfermeiros e Assistentes Sociais. Com isso, aumentamos o vínculo com esses profissionais, o que aumenta a chance de a Central de Transplantes ser notificada toda vez que existir um potencial doador de órgãos”, explica Vanessa Ayres Carneiro, Supervisora da OPO.

“O prêmio demonstra toda a dedicação e competência de nossa equipe, que sempre busca conscientizar a todos sobre a importância da doação de órgãos, uma atitude que pode salvar diversas vidas”, afirma José Roberto Ferraro, Superintendente do Hospital São Paulo. Até o mês de setembro, foram realizados 1.790 transplantes em todo o estado, de acordo com o Sistema Estadual de Transplantes.