Notícias sobre saúde

Almeirão – o amargão

Almeirão – o amargão

O almeirão é um injustiçado – além de ser verdura, é amargo. Têm muitos concorrentes, e é amargo. Faz bem à saúde de diversas formas, mas é amargo.

Só que é exatamente o que dá esse gosto amargo que faz bem: a lactucina e a lactupicrina possuem propriedades analgésicas e ação oxidante. E mais: se, na hora do preparo, cortar o talo e lavar em água corrente, o gosto amargo fica amenizado.

Proveniente da Europa, essa folha verde e lisa da família das alfaces é utilizada, desde a época dos antigos romanos, para tratar distúrbios do fígado. Seus componentes ajudam a liberar o excesso de gordura, fumo e álcool do organismo, numa espécie de desintoxicação.

É excelente fonte das vitaminas A, E, C, complexo B, fósforo, ferro e cálcio. Essa hortaliça tem, ainda, poder diurético, laxativo e combate a gastroenterite, além de limpar os rins e estimular o apetite. O ácido fólico que também está disponível no almeirão é bom para gestantes, além de ser recomendado para auxiliar no tratamento de icterícia.

O consumo frequente promove a redução das taxas do colesterol ruim, o LDL, e melhora a função intestinal.

É comumente usado em receitas de saladas, mas faz sucesso em sopas e pratos quentes.

Por falar nisso, você tem alguma receita legal com Almeirão? Compartilhe com a gente no Facebook! Participe, enviando suas dúvidas ou sugestões.

 

 10610
(3 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032