Notícias sobre saúde

Cravo-da-índia: cheiroso, bonito e gostoso – e faz bem à saúde!

Cravo-da-índia: cheiroso, bonito e gostoso – e faz bem à saúde!

O cravo-da-índia, pequeno botão seco em forma de flor, é proveniente de uma árvore chamada craveiro, originária das ilhas Molucas, na Indonésia. É uma especiaria utilizada tanto na culinária quanto na medicina desde a Antiguidade (período que vai de cerca de 3.500 a.C. até a queda do Império Romano, em 476 d.C.).

Com cheiro forte e sabor inconfundíveis, acaba sempre sendo protagonista dos pratos que tempera. Mas a mágica desse toquinho de cerca de 10 milímetros de comprimento e cinco de largura, é a quantidade de nutrientes que ele condiciona.

“O cravo-da-índia é rico em nutrientes e óleos essenciais que beneficiam a mente e corpo, atuando ao mesmo tempo na saúde e na beleza. O seu principal componente, que dá o cheiro peculiar, é o eugenol, importante anestésico e antisséptico, que atua, inclusive, na prevenção de cânceres do aparelho digestivo e inflamação nas articulações”, explica Vanessa Marins Maniezo, gerente de Nutrição das Unidades Afiliadas da SPDM.

O cravinho, como também é conhecido, fornece cerca de 50 calorias em cada porção de 100 gramas. É rico em carboidratos e contém alta quantidade de proteínas e fibras alimentares.

“O cravo-da-índia não tem colesterol e ainda é rico em muitas vitaminas, como vitaminas A, C, E e K. Além disso, é boa fonte de vários minerais, como sódio, potássio, cálcio, zinco, ferro, cobre, magnésio e manganês”, diz a nutricionista.

Seus benefícios são muitos, entre eles temos:

- Tem enorme poder analgésico e antisséptico, amenizando febre, dores de cabeça, cólicas menstruais, candidíase oral, além de aliviar dores de dente e inflamações de garganta.

- É um ótimo aliado em dietas de emagrecimento, pois age direto no metabolismo, aumentando a produção de saliva e dos líquidos responsáveis pela digestão, resultando em queima rápida de gordura.

- Ajuda a amenizar náuseas e mal-estar estomacal.

- É um excelente antioxidante, pois libera hidrogênio e reduz a peroxidação lipídica, ou quebra das gorduras poliinsaturadas.

- Faz mágicas contra o mau-hálito, pois trata as bactérias presentes na boca e no estômago.

- Ajuda no bom funcionamento da tireoide, sendo um grande aliado de quem tem hipotireoidismo.

Atenção: mulheres grávidas não devem abusar de cravos na alimentação e evitar remédios que utilizem essa especiaria na fórmula, pois o cravo-da-índia pode provocar contrações uterinas.

 10881
(4 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032