Notícias sobre saúde

Figo: um aliado precioso no projeto verão

Figo: um aliado precioso no projeto verão

É tempo de figo! Fresquinha, madura, saborosa, essa inflorescência, ou seja, uma flor que não desabrochou, leva cerca de um ano para amadurecer no pé e se tornar essa linda fruta verde arroxeada.

Considerado sagrado por muitos povos, o figo é provavelmente originário do sul da península arábica e atual Turquia, ganhou o mundo no tempo das grandes navegações, mas a Bíblia já faz referência a ele: Adão se vestiu de suas folhas ao ver-se nu após o pecado original.

“Apreciados frescos ou secos, doces ou levemente salgados, os figos têm, entre seus inúmeros benefícios, o dom de serem diuréticos e laxantes. São ricos em minerais, vitaminas e fibras. São fontes de vitamina A, vitamina B1, vitamina B2, cálcio, ferro, fósforo e potássio”, afirma Vanessa Marins Maniezo, gerente de Nutrição das Unidades Afiliadas da SPDM.

Das sementinhas da polpa é que se obtém a ação diurética e laxante, que ajuda no bom funcionamento do intestino e elimina toxinas do corpo. O figo tem ainda baixo índice glicêmico, o que significa que seu açúcar é liberado aos poucos, resultando no controle duradouro da fome, evitando ainda o desejo por alimentos muito calóricos, gordurosos ou em grandes quantidades.

“Cada porção de 100 gramas da fruta tem apenas 74 calorias. Seu baixo teor de sódio ajuda na prevenção de retenção de líquidos, grande vilã da perda de peso”, explica a nutricionista.

Entre as propriedades do figo encontramos:

- Na perda de peso, podemos contar com o figo não só por ele ser pouco calórico, diurético e laxante, mas também pela boa quantidade de fibras, que dá uma sensação de saciedade.

- No controle da pressão arterial, o potássio da fruta ajuda a combater a hipertensão.

- Para o diabetes, tanto a fruta quanto a folha da figueira, que é comestível, contêm ácido clorogênico, que equilibra os níveis de insulina.

- Regula o funcionamento do intestino e a ação das fibras ainda promove uma limpeza do canal, com seu efeito laxativo, o que também ajuda a diminuir o desconforto de hemorróidas.

- O alto nível do flavonóide luteolina tem ação anti-inflamatória, capaz de ajudar no bloqueio do crescimento de tumores e auxiliar na prevenção e tratamento de cancro da pele.

 2692
(3 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032