Notícias sobre saúde

Abacaxi, o rei do pomar

Abacaxi, o rei do pomar

O abacaxi é natural do Brasil, tendo sido levado à corte portuguesa, e depois para a Europa e para o mundo, através das grandes navegações, na época do descobrimento. Desde então, os benefícios da fruta para a saúde foram notados: era muito útil nas longas viagens de navio, prevenindo escoburto, doença grave causada pela falta de vitamina C, muito comum em alto-mar, com sintomas como hemorragias, baixa resistência contra infecções e alterações nas gengivas.

Ter seu nome relacionado a uma situação problemática, complicada (quem nunca teve um abacaxi para resolver?) é algo totalmente novo e injusto, uma vez que, no século XVIII, era considerado pelos primeiros exploradores sul-americanos como um símbolo de status: carregar uma fruta dessas na rua, ou levá-la à festas, era ostentação!

Os povos antigos consideravam o abacaxi um símbolo de hospitalidade: os visitantes sabiam que seriam bem-vindos nas casas que usavam a fruta como ornamento do lado de fora.

Seu nome vem do tupi - i'bá (fruto) e ká'ti (recendente, que exala cheiro intenso). A outra denominação pela qual essa fruta ácida é conhecida, ananás, também vem do tupi, e também diz respeito ao seu cheiro marcante: naná ou nanã (o que sempre cheira).

Mas o que realmente nos interessa é o potencial nutritivo da fruta, mas para isso é importante contar que ela é da família das bromélias, pois as enzimas chamadas bromelinas é um importante componente da fruta, que ajuda a quebrar proteínas e facilita a digestão.

“A bromelina é encontrada no sumo e na parte branca central do abacaxi. É utilizada também para fins medicinais. Tem ação anti-inflamatória, ajuda na saúde do intestino, reduzindo inchaços e úlceras e contribui na redução de acúmulo de água no pulmão, além de potencializar a absorção de antibióticos”, explica Vanessa Marins Maniezo, gerente de Nutrição das Unidades Afiliadas da SPDM.

87% do abacaxi é feito de água e, embora seja um ótimo repositor energético, cada porção de 100 gramas tem apenas 50 calorias, a maioria proveniente de carboidratos. A fruta provê 4% das necessidades diárias de fibras.

“Além disso, o abacaxi é rico em vitamina C, betacaroteno, vitaminas do complexo A e B e minerais, como cálcio, manganês, potássio, ferro, zinco, magnésio, fósforo, e sódio. Quando faz parte de uma dieta balanceada, com outras frutas, verduras, proteínas, cereais e grãos, ajuda a prevenir doenças e manter a saúde”, ensina a nutricionista.

Benefícios do abacaxi

- Como é pouco calórico e rico em fibras, traz uma sensação de saciedade e, como é doce, acaba por suprimir a vontade de consumir açúcar. Por isso, ajuda em dietas de emagrecimento e ainda hidrata.
- A bromelina tem ação anti-inflamatória, muito útil para praticantes de esportes que sofrem com o inchaço e dores após o treinamento, traumas, lesões musculares e dores nas articulações.
- A vitamina C, presente em grande quantidade na fruta, ainda cuida da pele e dos cabelos, pois estimula a produção de colágeno e elimina os radicais livres, ajudando na firmeza, hidratação e sinais da idade. E tem a vantagem de combater acne e acelerar a cicatrização.
- As fibras atuam no funcionamento do intestino, ajudando a aliviar o inchaço e a constipação, e a bromelina auxilia na digestão, melhorando a sensação de mal-estar após uma refeição exagerada.
- O abacaxi fornece até 70% das necessidades diárias de manganês, essencial na construção e manutenção dos tecidos ósseos e conjuntivos, e previne a ocorrência de osteoporose em mulheres pós-menopausa, além de beneficiar crianças e adolescentes durante o crescimento.

 3981
(3 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032