Notícias sobre saúde

Com estoques em baixa, Banco de Leite do Hospital Pedreira convoca doadoras na Semana Mundial de Aleitamento Materno

Com estoques em baixa, Banco de Leite do Hospital Pedreira convoca doadoras  na Semana Mundial de Aleitamento Materno

Inverno é o período mais crítico para a instituição, que registrou queda no número de doações

Até o dia 7 de agosto é celebrada em mais de 170 países a Semana Mundial de Aleitamento Materno. Em 2016, o tema é Amamentação: uma chave para o desenvolvimento sustentável, cujo principal objetivo é mostrar como a amamentação está relacionada com os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS), como saúde, segurança alimentar, além de ser um método ambientalmente sustentável de alimentação. Tradicionalmente, a semana também é um período para lembrar a importância da doação de leite.

Uma das unidades que precisa de doadoras é o Banco de Leite do Hospital Geral de Pedreira, unidade da Secretaria de Estado da Saúde gerenciada em parceria com a Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina (SPDM). A maternidade do hospital é referência de atendimento para a zona sul de São Paulo.

A unidade tem registrado queda nas doações e estoques em baixa. “Hoje temos apenas 12 litros de leite em estoque. Fracionamos um litro por dia e o ideal para suprir a demanda seria, ao menos, três litros por dia, mas não recebemos essa quantidade nem por semana”, explica Bruna Peiker de Oliveira, nutricionista clínica e responsável técnica pelo Banco de Leite.

Além da captação, tratamento e doação de leite materno, o Banco de Leite do hospital também oferece suporte multiprofissional para mães, bebês e orientações às doadoras sobre diversos temas, como cuidados com a mama, contato entre mãe e bebê e introdução de outros alimentos após os seis meses de idade. 

Doação e Armazenamento

A principal orientação para quem quer doar é ter leite excedente. “A mãe precisa amamentar o seu bebê primeiro e depois tirar o excedente, por isso sempre conversamos com as doadoras para saber como está a produção de leite e se ela está conseguindo amamentar bem o próprio filho”, alerta Bruna.

A nutricionista explica que o leite deve ser armazenado em frascos de vidro com tampa de plástico e, em algumas situações, quando o hospital não consegue enviar o frasco para a doadora, ela pode utilizar um recipiente de vidro que tenha em casa, seguindo as seguintes orientações:

- Fazer uma esterilização caseira no frasco, durante 15 minutos em água fervente, e deixar secar naturalmente.

- Fazer uma massagem e ordenhar o leite no frasco esterilizado, sendo que os três primeiros jatos devem ser descartados.

- Colocar nome e data no frasco e congelar o leite.

Congelado, o leite tem validade de 15 dias em seu estado natural e, depois de ser pasteurizado, tem validade de seis meses. “É um alimento muito rico, porém muito perecível. Precisamos pasteurizar para ofertar por um período maior, especialmente durante o inverno, quando as doações caem muito”, lembra a responsável pelo Banco de Leite.

Serviço – As interessadas em doar leite podem entrar em contato com o Banco de Leite, através do telefone (11) 5613-5900, ramal 4937, de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h. O Hospital Geral de Pedreira fica na Rua João Francisco de Moura, 251 – Vila Campo Grande, São Paulo.

 3781
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032