Notícias sobre saúde

Acerte na alimentação no Natal e curta as festas com saúde!

Acerte na alimentação no Natal e curta as festas com saúde!

A época mais feliz do ano chegou. O Natal é muito especial. É sinônimo de luzes coloridas, músicas nas lojas, presentes em volta da árvore, confraternização com a família, os amigos e também de uma mesa farta, decorada e recheada de comidas típicas deliciosas do período. Você pode criar um clima belíssimo, decorando a mesa e todo o ambiente da casa com taças, bolas de Natal, velas, flores, frutas e outros objetos que lembrem a data. Mas as principais atenções devem ser focadas nela, a ceia!

Uma mesa preparada para a ceia geralmente é formada pelos pratos principais (carnes), acompanhamentos (arroz e farofa), saladas (salpicão, maionese, salada caesar) e frutas diversas. Há ainda aqueles que servem uma entrada com pães, bruschetas e patês ou fazem lembrancinhas para os convidados, mas fica a critério de cada um. Existem muitos pratos natalinos brasileiros em que são acrescentadas nozes, avelãs, amêndoas e castanhas.

No cardápio, vale acrescentar uma leguminosa, parecida com o feijão, muito consumida junto com os pratos de Natal e Réveillon: a lentilha. Há uma lenda que diz que elas são capazes de trazer sorte, principalmente em termos financeiros, pois são parecidas com pequenas moedas.

Peru natalino ou lombo

O peru é um prato típico que faz parte da ceia de Natal e é muito tradicional nos Estados Unidos para a realização do Dia de Ação de Graças. De acordo com a tradição, a ave indica prosperidade e fartura. Esse costume veio para o Brasil no século XIX e a ave já era apreciada antes da chegada dos europeus na América do Norte. Além do peru, pode-se fazer receitas com pernil, tender, bruster, chester, frango ou bacalhau. 

Uma das melhores opções de carne para a ceia natalina é o lombo. Ele apresenta menos da metade da quantidade de gorduras em relação ao pernil. Como as gorduras são os nutrientes que apresentam maior energia por grama, a quantidade calórica do lombo é menor, tornando esse tipo de carne mais leve. Dê preferência a molhos mais leves, como maracujá, laranja, alecrim, limão etc.

Quem não gosta muito de carne de aves no natal poderá optar por fazer receitas com bacalhau de forno, com batatas, dentre outras opções. É um dos pratos típicos consumidos no período.

O arroz é um acompanhamento que não pode faltar na ceia natalina. Geralmente ele é feito com uvas passas, mas existem outros tipos, tais como arroz à grega, arroz de forno, ao champagne, com bacalhau ou nozes, castanha e caju, arroz com ervas e legumes, dentre outros.

Já a farofa natalina pode ser variada e repleta de ingredientes, como amêndoas, frutas secas, nozes, etc. Se preferir uma opção mais saudável, opte pela soja.

Em relação às saladas, prefira as coloridas e com hortaliças. Outra opção é o salpicão, um tipo de salada feita com bacalhau, atum ou frango. De origem portuguesa, é um prato servido frio, só não exagere na maionese!

Sobremesas

Os quitutes da ceia são repletos de delícias, mas procure selecionar poucas opções, até mesmo porque as pessoas já sairão satisfeitas. Uma boa pedida são receitas como pavê, mousse, manjar de coco, gelatina colorida, rabanada, além de frutas tradicionais, além de uma das mais típicas, o panetone, um pão grande criado na Itália, recheado com frutas cristalinas ou chocolate.

Se houve algum excesso alimentar na ceia, no dia seguinte, faça refeições ricas em alimentos menos calóricos e que contenham bastante água na composição como, por exemplo, frutas, legumes e verduras. Um feliz natal a todos!

 2942
(0 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032