Notícias sobre saúde

Quando o mel é bom...

Quando o mel é bom...

Às vezes bate aquela vontade de comer um docinho, não é mesmo?! Nessas horas, experimente o mel. Produzido pelas abelhas a partir do néctar coletado das flores, o mel é um alimento antigo. Já era usado pelos egípcios, tanto para adoçar alimentos e bebidas, como para embalsamar múmias, e também pelos gregos, como um medicamento.

Extremamente doce, o mel é um alimento poderoso, que pode trazer muitos benefícios para a nossa saúde. Além de vitaminas C e do complexo B, é fonte de cálcio, magnésio, fósforo e potássio. Este último é um mineral importante que ajuda a controlar a pressão arterial.

O alto teor de glicose fornece energia imediata, o que faz com que o mel seja um bom alimento para quem pratica esportes.

“Ele também é aliado da beleza, já que funciona como um hidratante natural para a pele e tem propriedades antibacterianas, antifúngicas e cicatrizantes, o que ajuda a combater e prevenir espinhas e manchas”, explica Vanessa Maniezo, Gerente de Nutrição das Instituições Afiliadas da SPDM.

E sabe aquele conselho de avó para curar dor de garganta? O mel realmente ajuda nesta tarefa! “Com suas propriedades antimicrobianas, o mel é capaz de reduzir a inflamação e aliviar a tosse. Os efeitos anti-inflamatórios também ajudam a reduzir as alergias”, destaca a nutricionista.

Todas essas propriedades ajudam a fortalecer o nosso sistema imunológico e a combater gripes e resfriados.

“O mel também é muito benéfico para a saúde digestiva. Por conter enzimas que facilitam a digestão, esse fluido viscoso é eficaz contra a gastrite e úlceras estomacais”, lembra a especialista.

Por ser um ingrediente natural, o mel é um ótimo substituto do açúcar refinado e de adoçantes artificiais. É claro que você não deve sair colocando mel em tudo, porque ele não deixa de ser um alimento calórico, mas é muito mais saudável do que outros ingredientes artificiais usados para adoçar.

Ah, o mel também pode te ajudar a dormir melhor e reduzir seu estresse, já que contém triptofano. Também é uma boa fonte de antioxidantes, aqueles que combatem os radicais livres e previnem o envelhecimento precoce.

Você pode consumir o mel com frutas, cereais, leite, torradas, além de acrescentar em receitas. “A única contra-indicação é para crianças pequenas, com menos de três anos, devido à presença da bactéria Clostridium botulinum, que não é prejudicial para os adultos, mas pode fazer mal para os pequenos, que ainda têm o intestino imaturo”, completa Vanessa.

 2129
(4 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032