Notícias sobre saúde

Mudanças de tempo podem afetar nossa saúde

Mudanças de tempo podem afetar nossa saúde

É só mudar um pouco a temperatura que muitas pessoas já começam a manifestar sintomas como coceira no nariz, espirros e congestão nasal. As mudanças bruscas de temperatura podem ser do frio para o quente ou vice versa. “O mais comum é do quente para o frio. Geralmente, ocorre no outono e no inverno, quando o ar frio, por ser mais seco, tende a ressecar e desidratar as vias aéreas, gerando um fator de inflamação”, explica Ramiro Sienra, pneumologista do Hospital Municipal Dr. José de Carvalho Florence.

Pessoas que já sofrem com doenças pré-existentes, como bronquite e rinite, geralmente relatam uma piora dos sintomas nessas épocas do ano. Para os que sofrem de rinite, os sintomas em geral aparecem como coceira no nariz, espirros, congestão nasal, sensação de gotejamento atrás do nariz e dor de cabeça. Já para quem tem asma/bronquite, as queixas, em geral, são de falta de ar, chiado no peito, tosse seca e sensação de peito fechado.

O frio provoca gripe?

Já diziam nossos avós: não saia na friagem para não pegar resfriado. Mas será mesmo? O especialista esclarece que não é a temperatura que deixa as pessoas gripadas e sim o contato com o vírus. “O que acontece é que no inverno, além da piora dos sintomas inflamatórios, há uma maior circulação de vírus que causam gripe e resfriado, o que acarreta um maior risco de infecção. Seja por inflamação por infecção, os sintomas respiratórios são parecidos com os de gripes e resfriados, por isso há uma confusão sobre a causa”, explica o médico.

Os sintomas costumam piorar com a exposição ao frio, seja nos meses mais frios ou até mesmo em ambientes climatizados artificialmente. “Com relação ao ar condicionado, em particular, soma-se o fato de que, caso não haja a manutenção correta do dispositivo, pode haver acúmulo de pós e ácaros, que são liberados no ambiente, piorando os sintomas”, lembra o especialista. Por isso, é muito importante que seja feita limpeza e que o filtro do aparelho seja trocado periodicamente.

Amenize os sintomas

Uma dica importante é manter-se sempre hidratado.  Além disso, agasalhar-se e evitar contato direto com a saída do ventilador do ar condicionado também ajuda. Não se esqueça de manter as doenças controladas com as medicações corretas junto ao seu médico.

Para aqueles que estiverem com gripes ou resfriados, é importante alimentar-se bem também. “Uma recomendação fundamental é evitar retransmitir os vírus: lave bem as mãos e, enquanto estiver doente, evite contato próximo com outras pessoas, como beijos e abraços, e não compartilhe objetos íntimos, como toalha de rosto e talheres”, alerta o pneumologista. Em caso de sintomas como falta de ar, é preciso procurar uma unidade de saúde o mais rápido possível.

 466
(0 votos)

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032