Notícias sobre saúde

Vai visitar uma pessoa internada? Saiba os cuidados indispensáveis neste momento

Vai visitar uma pessoa internada? Saiba os cuidados indispensáveis neste momento

Além da higiene pessoal, visitas também precisam estar atentas aos horários

Flores, chocolates e abraços são as primeiras opções que surgem como forma de agradar pessoas queridas, mas, no caso de internação hospitalar, até as atitudes de empatia precisam de precaução. Pensando nisso, na data em que se comemora o Dia da Gentileza (13/11), o Hospital Municipal de Barueri Dr. Francisco Moran (HMB), unidade da Prefeitura de Barueri gerenciada em parceria com a SPDM – Associação Paulista para o Desenvolvimento da Medicina, dá algumas orientações para que as visitas ajudem no tratamento dos pacientes.

A média de visitas no HMB é de 16.000 pessoas por mês, e só em outubro, 16.813 pessoas estiveram no hospital para visitar familiares ou amigos internados. E justamente pelo número elevado de circulação na unidade é preciso a colaboração de todos para que o ambiente esteja adequado e seguro. De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), algumas medidas simples podem ajudar a evitar infecções, como lavar as mãos, usar álcool gel, não sentar no leito e evitar contato quando estiver com tosse, gripe, conjuntivite ou alguma lesão aberta na pele.

 “O cuidado mais importante que a visita precisa ter para prevenir infecções é o mais simples: fazer a higienização correta das mãos, antes e depois do contato com o paciente”, explica Michelle Fonseca, enfermeira do Serviço de Controle de Infecção Hospitalar (SCIH). Para lavar as mãos de forma eficaz, é preciso retirar joias e adornos e passar sabonete líquido nas palmas, nos dorsos, nos entrelaces, nos dedos e nas unhas. Além dos cuidados com a higiene pessoal, Michelle também enfatiza que flores e plantas naturais podem trazer bactérias e fungos, e que por isso, não podem entrar no hospital.  

É comum também pensar em levar um doce, um biscoito ou até mesmo o alimento preferido ao encontrar um paciente, mas é importante lembrar que, no caso de internados, qualquer item que esteja fora da dieta prescrita pelos nutricionistas pode comprometer o quadro de saúde.  Cada um é avaliado de forma individual e alguns alimentos podem ser liberados pela equipe de nutrição de acordo com a condição do paciente. “Apenas com autorização escrita é permitida a entrada de alimentos não-perecíveis, em porções individuais para consumo diário, industrializados e com embalagem íntegra, sem nenhum tipo de violação”, destaca Vanessa Barbosa, Gerente da Unidade Alimentação e Nutrição do HMB, que ressalta a importância destas medidas para minimizar os riscos de infecção.

Com os devidos cuidados, o comparecimento das pessoas pode gerar vários benefícios por representar acolhimento e manifestação de carinho em um período de dificuldade. “A visita hospitalar pode contribuir para uma redução do grau de ansiedade do paciente, pois o processo de adoecimento é gerador de instabilidade emocional e fragilidade”, afirma Bruna Vieira, psicóloga da unidade, que reforça a importância de considerar o desejo do paciente e programar a ida até o hospital. “A visita faz parte do projeto terapêutico para permitir, desde o início, a integração do acompanhante e dos familiares no processo das mudanças provocadas pelo motivo da internação e das limitações advindas da enfermidade”, completa a psicóloga.

Justamente pensando no bem-estar dos familiares, diferente de outras unidades de saúde e como forma de humanização, o HMB permite a visitação na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em três horários ao longo do dia, com objetivo de possibilitar que mais pessoas tenham oportunidade de ver o paciente. Vale lembrar que cada setor possui um horário específico de visitação a fim de manter a organização e conciliar com a rotina pré-determinada da equipe médica. Por isso, é importante sempre fazer a checagem do horário no setor de internação, pelo telefone (11) 2575-3200 (ramal 3461), antes de se deslocar até o hospital, além de combinar com o familiar responsável a entrega do cartão de visita, indispensável para a entrada no quarto.

 286
(2 votos)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032