Notícias sobre saúde

Cuidados com a alimentação durante a amamentação

Cuidados com a alimentação durante a amamentação

O leite materno é um alimento indispensável para o recém-nascido, principalmente para a sua proteção. É rico em proteína, carboidratos, ferro e nutrientes, um alimento completo. 
A Organização Mundial da Saúde, inclusive, recomenda que o leite materno seja o único alimento oferecido ao bebê até os seis meses de idade. O leite materno melhora a imunidade da criança, ajuda o corpo a se defender de infecções e ainda estimula o cérebro. Mas, para que tudo isso funcione corretamente, é preciso que a mãe mantenha uma alimentação correta e saudável, pois tudo o que ela ingere é passado para o bebê, podendo ajudá-lo ou prejudicá-lo.

“O ideal é que a mamãe tenha uma alimentação balanceada ao longo do dia, com porções de frutas, legumes, verduras, carboidratos como arroz, massa e batata, proteínas como peixe cozido e frango, e laticínios como queijo e iogurte. Um ponto fundamental é beber bastante água, manter-se sempre hidratada, porque a água ajuda na produção do leite”, explica Vanessa Marins Maniezo, nutricionista das Instituições Afiliadas da SPDM.

Repolho, feijão, brócolis, batata doce, couve-flor e outros alimentos que causam cólicas intestinais não devem ser consumidos em excesso porque podem provocar cólicas no bebê. E pode parecer contraditório, mas outro alimento que também pode causar cólica é o leite de vaca. “Por isso é preciso ter moderação e prestar atenção no comportamento do bebê, se ele estiver com muitas cólicas, a dica é evitar esses alimentos”, lembra a nutricionista.

É certo que quanto mais a mãe amamenta, mais leite ela produz. Mas certos alimentos são conhecidos por estimular a produção de leite durante a fase de lactação, como nozes e castanhas (que são fonte de magnésio e gorduras boas), cereais como aveia (rica em cálcio e fibras) e arroz integral (rico em vitaminas), além de hortaliças, como beterraba e cenoura.

Alguns alimentos devem ser evitados durante o período de lactação como frituras, embutidos e refrigerantes, que possuem grande quantidade de gordura e açúcares. Além dos industrializados, que são repletos de produtos químicos, conservantes e corantes.

A nutricionista destaca ainda que bebidas que contêm cafeína, como energéticos, alguns tipos de chá, chocolate e o próprio café, podem deixar o bebê irritado e causar dificuldade para dormir. “Vale lembrar que bebidas alcoólicas não devem ser consumidas de maneira alguma durante essa fase”, alerta Vanessa.

 2824
(1 Votar)
   
   

logo IBROSS
  Filiada ao Instituto Brasileiro das
  Organizações Sociais de Saúde (IBROSS)

Contato | Newsletter

Rua Dr. Diogo de Faria, 1036 | Vila Clementino
Cep: 04037-003 | Telefone: (11) 5549-7032